Depois de se aposentar, todo mundo quer mesmo é ter uma vida tranquila, não é verdade? Mas como? Explicamos, amados. Para viver bem com sua tão sonhada aposentadoria é preciso ter um espírito aventureiro. Além disso, é preciso ter coragem. Por quê? Bom, simplesmente porque seu dinheiro pode render muito mais em outro país.

Atualmente, tem muita gente por aí preocupada com o fato da própria aposentadoria não garantir uma velhice tranquila. Entretanto, a maioria também ignora uma das soluções, que pode ser mais que gratificante: mudar para outro país. Por isso, dissemos logo no início que é preciso ter coragem e um espírito aventureiro.

Sim, sabemos que não é fácil arrumar se um país estrangeiro, ainda mais em uma determinada idade. É, sem dúvida, um processo avassalador. Afinal, envolve aprender uma nova língua, estar separado da família e, claro, adaptação. Mas, aqui entre nós, deixemos de ladainha, deixemos de blá, blá, blá e de inventar desculpas. Você está aposentado e, independente da idade, merece viver novas experiências.

Não queremos convencer ninguém, mas caso queira amadurecer a ideia, aqui estão 5 cidades, nas quais você pode viver uma vida tranquila ao se aposentar. Confira.

Quito, Equador

Quito, o local mais bem preservado da América Latina, possui muitos subúrbios que oferecem vantagens semelhantes ao estilo de vida das cidades dos EUA. Bairros como Parque La Carolina, Cumbaya e Gonzalez Suarez são compostos de museus, bons restaurantes e diversos outros locais de entretenimento. Provavelmente, a maior vantagem de morar no Equador é o custo de vida, que é apenas uma fração, do que você gastaria na América do Norte. Um casal pode facilmente viver ali após aposentar.

Cidade do Panamá, Panamá

Se você está procurando uma verdadeira cidade cosmopolita, que possua todos os luxos de um país do Primeiro Mundo, sem o alto preço, a Cidade do Panamá é sua melhor aposta. Este distrito da América Central possui uma excelente gama de opções de lazer. Além disso, aqueles que se aventuraram e se instalaram no local, não se arrependem.

Dizem que o sistema de saúde local é um dos melhores do mundo. O que é uma grande vantagem, para quem pensa em viver ali após se aposentar. Um casal pode facilmente alugar um apartamento de dois quartos, em um local central e ainda manter suas despesas mensais.

Phnom Penh, Camboja

A capital do Camboja, que fica na junção dos rios Mekong e Tonlé Sap, oferece uma impressionante arquitetura colonial francesa, mercados de alimentos e diversos outros produtos. O diferencial? Os preços, ali, são extremamente acessíveis. Com 400 reais, é possível alugar um apartamento. Além disso, dizem que os estrangeiros encontram refeições de até 1 dólar, ou seja, cinco reais. Onde comemos com cinco reais no Brasil? Casais aposentados podem pagar uma espaçosa casa de 2 quartos, com jardineiro e governanta. Quer mais?

Hanoi, Vietnã

Assim como Phnom Penh, Hanói tem muitos locais arquitetônicos coloniais franceses e é um caldeirão de culturas. Exatamente! Ali, encontra-se de tudo. A cidade é moderna e tradicional, ao mesmo tempo, então há algo para todo mundo. É também uma das cidades mais acessíveis do mundo, onde os casais podem viver, confortavelmente, juntando ambas aposentadorias. Um paga as contas e o outro, o lazer. Melhor plano não há.

Lisboa, Portugal

Deixamos a mais cara por último. Sim, o custo de vida é mais alto por causa da moeda. Em contrapartida, vale a pena usufruir da aposentadoria ali. Afinal, Lisboa, a capital de Portugal, é a estrela em ascensão da Europa, para aqueles que decidem viver uma vida tranquila após se aposentar. Lisboa tem uma população de mais de 500.000 pessoas e oferece tudo, desde história até arquitetura, hospitalidade e vida noturna, bem como uma realidade calma ou movimentada. Os verões são ensolarados e o inverno é mais ameno do que em outros locais da Europa Ocidental.

Deixe uma resposta