Existem animes para diversos públicos e gostos. Seja para quem goste de lutas, de romances ou simplesmente para quem pretende dar umas risadas. No entanto, nem sempre estamos nos nossos melhores dias. Às vezes uma briga, um cansaço ou qualquer outra situação desfavorável nos coloca em uma vibe completamente diferente.

Em certos casos precisamos de conteúdo com uma carga emocional igual ou pior que a nossa. Seja para nos identificar ou para refletir. É pensando nisso que fizemos uma lista de 7 animes tristes para você assistir quando está na bad. Se liga aí:

1- Grave of the Fireflies

Grave of the Fireflies se passa no período da Segunda Guerra Mundial no Japão. A trama narra a história de dois irmãos, Seita e Setsuko. O pai deles é convocado a defender o país e a mãe é vitima de um bombardeio. Sem família, o filme mostra a luta pela sobrevivência de duas crianças. Mostrando o desespero e a pobreza e a miséria que assolam o pais. Considerado um dos filmes mais bonitos e comoventes relacionados ao resultado trágico gerado pela guerra.

2- Clannad – After Story

Quem ainda não está familiarizado com a franquia Clannad, a narrativa de After Story se passa logo após a primeira temporada da série. A história segue o último semestre de Tomoya no ensino médio, depois de declarar seu amor a Naguisa. Os dois começam a ter uma relação estreita, e em After Story a história do casal será confrontada por vários desafios. É uma história de aprendizado sobre como se manter de pé e reconhecer quando outras pessoas precisam de sua ajuda. Você irá se emocionar com certeza.

3- AnoHana: The Flower We Saw That Night

Anohana conta a história de um grupo de amigos que não se encontra há muito tempo mas que são reunidos pelo fantasma de uma amiga de infância deles, a Honma Meiko. Um dos grandes pontos fortes da série é como ela coloca seus protagonistas para lidar contra seus medos e dúvidas, que foram aumentando ao longo dos anos desde a morte de Honma.

4- 5 Centimeters Per Second

Mokoto Shinkai é um grandes diretores japoneses. Seus filmes são muito bem recebidos pela crítica e sempre carregam uma carga emocional forte. 5 Centimeter Per Second é um de seus longas mais famosos, juntamente com Your Name. O filme mostra os desafios de se estar longe de quem ama. É uma história sobre distância, tanto física como emocional. Ele é dividido em três partes, cada uma narrada de forma simples mas cheia de emoção. O longa ganhou o Asic Pacific Screen Awards para Melhor Filme de Animação.

5- Voices of a Distant Star

Agora que você já conhece um pouco sobre Makoto Shinkai, que tal conhecer a outra obra do diretor? Voices of a Distant Star foi a segunda produção de Makoto, mas a primeira que ganhou destaque. Lançada em 2002, o filme narra a história de dois amigos de infância bem próximos, Mikato e Noboru. Quando Mikaka é enviada ao espaço para lutar em uma guerra com alienígenas, ela e Noboru decidem manter contato através de mensagens de texto. A medida que a garota vai se distanciando, as mensagens demoram a chegar. Voices of a Distant Star aborda a distância, a confiança e a esperança do relacionamento dos dois. Digno de ser assistido.

6- Angel Beats

Angel Beats pode não ter uma grande carga emocional como os animes acima, no entanto, ele aborda uma temática bem interessante e popular: a morte. Ao morrer, Otonashi não é levado ao céu e nem ao inferno, ao invés disso, ele é transportado para um lugar pós morte. A série faz um bom trabalho misturando ação e comédia, sem se afastar do tema central do show, a dificuldade de aceitar o passado e de seguir em frente.

7- Ef: A Tale of Memories

Um dos grandes pontos fortes de EF são suas cenas extremamente dramáticas e empolgantes que, somadas a grande qualidade de animação, tanto nos personagens, quanto nos cenários, fazem dele uma obra de arte. A trilha sonora não passa despercebida, e provoca grandes sentimentos no telespectador, colocando-o no lugar das personagens a fim de compreender o sentimento deles.

Quais outros animes poderiam entrar nessa lista? Conta pra gente nos comentários. Até a próxima.

Fonte

Deixe uma resposta