Sem dúvida, nós fazemos parte de uma geração que teve a oportunidade de vivenciar a evolução do mundo dos telefones celulares. Além das grandes marcas, como Nokia, Samsung e Apple, outras novas entraram em cena. Uma delas é a famosa Xiaomi.

A fabricante de smartphones Xiaomi foi fundada na China, pelo empreendedor Lei Jun. Atualmente, a fabricante vende seus produtos em mais de 15 países. Hoje, seu sistema operacional, batizado de MIUI, é utilizado por mais de 150 milhões de usuários em todo o mundo.

Cada vez mais, a marca vem se consolidando no mercado. O motivo? Simples. A Xiaomi oferecer recursos premium modernos a preços incrivelmente acessíveis. Por meio de sua tecnologia inovadora e recursos, e empresa segue conquistando novos consumidores.

Aqui, no Brasil, a marca estreou em julho de 2015, com o smartphone Redmi 2, vendido como um dos preços mais competitivos do mercado nacional. Mesmo sendo sucesso, muitos ainda não conhecem realmente a empresa. Por esse motivo, elaboramos uma lista, bem bacana, com 7 fatos extraordinários sobre a marca. Confira.

1 – O nome

Literalmente, a palavra “xiaomi”, em mandarim, significa “milhete”. Para quem não sabe, milhete é um tipo de cereal consumido na China. Além disso, vale ressaltar que o nome nao possui apenas uma interpretação. De acordo com Lei Jun, “Xiao” significa “pequeno” e “Mi”, “arroz”. Assim, o nome da empresa tornou-se também uma menção a um ditado budista, que diz: “um pequeno grão de arroz é tão grandioso quanto uma montanha”. Ainda nesse ínterim, de acordo com a própria marca, a sílaba “Mi” significa tanto “Mobile Internet”, quanto “Missão Impossível”.

2 – Imagem secreta e mascote

Em suma, para quem não sabe, o logo laranja da Xiaomi possui um segredo escondido. Para descobrir o segredo, basta virarmos a logo, de ponta-cabeça. O MI, no caso, assemelha-se ao ideograma ?, que, em chinês, significa coração. Além disso, outra imagem, usada pela companhia, é o coelho Mitu, mascote da marca. Em suma, o bichinho já apareceu em publicidades promocionais da fabricante.O mascote é tão cativante, que até virou inspiração para uma caixa de som bluetooth para crianças.

3 – Lei Jun, o “Steve Jobs da China”

O chinês Lei Jun, hoje, é considerado o “Steve Jobs da China”. Ademais, Lei Jun sempre admirou Jobs, e nunca escondeu isso. Em 1987, por exemplo, quando ainda era apenas um mero estudante de Ciência da Computação, Jun leu o livro “Fire in the Valley”. A obra aborda diversos temas, como, por exemplo, o surgimento dos primeiros computadores. O livro, em 1999, deu origem ao famoso filme, Piratas do Vale do Silício. De acordo com Jun, a história da Apple foi o que o fez tornar-se empreendedor.

4 – Recordes

Você até pode estar se perguntando, como uma empresa, relativamente nova, já possui alguns recordes no Guinness Book? Calma, nós explicamos. Surpreendentemente, em 2015, a empresa vendeu 2,11 milhões de smartphones, em uma promoção de aniversário. Gente, a promoção durou apenas 24 horas. Como se não bastasse, em outubro de 2018, a marca resolveu bater outro recorde. Para tal, a Xiaomi, após inaugurar 500 lojas, em único dia na Índia, montou uma árvore de Natal de 8 metros, com telas de celular.

5 – Troca de domínio

Em 2014, de acordo com informações divulgadas na imprensa, a Xiaomi desembolsou US$ 3,6 milhões pela URL mi.com. A mudança de endereço na Internet teve como objetivo atender necessidades de mercado. Em suma, para a empresa, usar a sílaba Mi seria a maneira mais fácil de ser reconhecida, em qualquer idioma.

6 – 2016, um ano difícil

Em 2015, a Xiaomi chegou ao Brasil. Entretanto, em 2016, sem muito alarde, a Xiaomi decidiu deixar o país. Acontece que 2016 foi um ano difícil para a marca. O número de celulares vendidos caiu, de 70 milhões para 41 milhões. Isso fez com a que a companhia fechasse escritórios no Brasil, na Indonésia e em outras localidades.

7 – Marketing

Diferente de outras marcas, a Xiaomi não investe quantidades exorbitantes de dinheiro em propagandas. Para a marca, o segredo do sucesso é o marketing feito boca à boca. Além disso, a Xiaomi possui outras estratégias, de baixo custo, como, por exemplo, promoções relâmpago periódicas. É claro que existem outras estratégias também. Algumas incluem criar escassez de produtos, para gerar algum buzz na Internet. Ah, a empresa também adora premiar clientes fiéis, com descontos e outros benefícios.

Deixe uma resposta