Muitas coisas surgiram no campo da Medicina ao longo de nossa história. Muitas delas com o tempo se provaram verídicas e nos ajudaram a diagnosticar e a tratar centenas de doenças. O que acabou por nos permitir viver mais e alcançar uma melhor qualidade de vida.

Mas isso nem sempre foi assim. Assim como houveram descobertas através de diagnósticos e do estudo de casos que eram até então desconhecidos, muitos deles acabaram se provando verdeiras farsas. Pensando nisso, hoje trouxemos para vocês alguns desses casos que acabaram enganando a comunidade médica e as pessoas. Confira!

1 – O menino do dente de ouro

Em 1593, um rapaz chamado Christoph Muller, na Polônia, dizia ter um dente de ouro. No século 16, isso não era algo comum, como hoje em dia. Achando que isso se tratava de uma anomalia, o professor Jakob Horst, queria estudar o tal dente, imaginando que ele fosse como os demais, crescendo naturalmente das gengivas.

O médico chegou a escrever um livro de cerca de 145 páginas sobre o caso. Mais tarde, foi descoberto que o tal dente de ouro era na verdade uma coroa de ouro moldada para o menino. Apesar da farsa, isso não deixava de ser uma inovação médica e traçou novos rumos para restaurações no futuro.

2 – As pílulas de baratas

Joey Skaggs adora fazer piadas com os jornalistas. Em 1981, ele se passou por um médico chamado Joseph Gregor, que seria o suposto CEO de uma empresa chamada Metamorphosis que vendia pílulas feitas de baratas. Ele alegava que tais pílulas com os insetos moídos em seu recheio curavam quase tudo. Milhares de pessoas acreditaram no tal ‘Dr. Gregor’. Até que um tempo depois, ele contou que tudo não passava de uma farsa.

3 – O primeiro homem grávido do mundo

No ano 2000, Lee Mingwei veio a público para se declarar o primeiro homem no mundo a experienciar um gravidez. Mingwei até mesmo lançou um documentário chamado “A primeira gravidez masculina do mundo”. No filme, o homem cisgênero, afirmava que o bebê estava crescendo em seu abdômen. Mesmo que ele não tivesse um útero.

O site malepregnancy.com foi até mesmo lançado com a ideia de que os homens que gostariam de engravidar, pudessem se reunir. Porém, depois o mundo descobriu que na verdade Mingwei era o artista performático Virgil Wong, e que tudo não passava de um experimento de Wong, que segundo ele, é fascinado em se colocar no lugar dos outros.

4 – A cama celestial

James Graham, durante os anos 1700, se vendia como médico, especialmente por ter frequentado a faculdade de Medicina por um pequeno período de tempo. Ele tentava vender poções e misturas afirmando que elas curavam diversas doenças. Em 1745, ele apresentou a “A cama celestial”, sua mais nova invenção.

Segundo Graham, caso as pessoas dormissem em sua cama por uma noite, isso curaria a impotência e ajudaria as pessoas a terem filhos. Ele cobrava cerca de 50 libras por noite, para que as pessoas se deitassem em uma cama de palha, com rosas e essência de lavanda e outras ervas. Historiadores afirmam que Graham foi um dos primeiros terapeutas sexuais do mundo, apesar da “cama mágica” ser uma verdadeira farsa.

5 – O sangue da juventude

Em setembro de 2018, o The Sun e o The New York Post publicaram artigos que diziam que a Universidade de Londres afirmava que beber o sangue de pessoas jovens podia prevenir doenças relacionadas a idade avançada. Sim, isso se parece com alguma história contada em séries de horror ou sobre a condessa Elizabeth Bathory.

Entretanto, o que ocorreu foi que as pessoas que escreveram tais artigos, na verdade, entenderam mal o trabalho da geneticista Linda Partridge. Ou apenas estavam usando de técnicas para conseguir a atenção das pessoas para tais veículos.

6 – A fórmula da longevidade equatoriana

Por volta da década de 1970, pessoas do mundo todo começaram a chegar em Vilcabamba, no Equador, para descobrir como sua população vivia tanto. Algumas pessoas afirmavam ter mais de 140 anos por lá. Entre as pessoas que visitavam o lugar, médicos e cientistas que procuravam encontrar a fórmula da longevidade dos equatorianos.

Um estudo médico então foi realizado e os pesquisadores descobriram que a longevidade dos moradores da cidade equatoriana, na verdade, não passava de um grande exagero. Os idosos estavam mentindo sua idade. As pessoas mais velhas da Vilcabamba tinham entre 80 e 90 anos.

7 – Dando à luz a coelhos

Em 1726, a inglesa Mary Toft, depois de sofrer um aborto, se dizia grávida novamente após um sonho. Um médico chamado John Howard foi chamado e na hora do parto, Howard presenciou uma parteira retirando diversos bebês coelhos de Toft. Intrigado com tudo o que viu, Howard decidiu estudá-la.

Mary foi isolada, e alguns outros médicos vieram conhecê-la. Howard até mesmo notificou o rei George sobre o tal fenômeno. Mais tarde, a farsa foi descoberta quando percebeu-se que uma criada de Toft estava escondendo os coelhos para que a mulher pudesse retirá-los por entre suas pernas na hora do “parto”. Devido a tal ato, Mary passou algum tempo na cadeia e foi libertada quando eles concluíram que ela, de fato, não havia cometido nenhum crime.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Essa matéria 7 fraudes médicas que enganaram a todos foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

Fonte

Deixe uma resposta