Estamos no século 21 e, infelizmente, o racismo ainda está presente na sociedade. Recentemente, acompanhamos toda a revolta dos norte-americanos em protestos, afirmando que vidas negras importam. Isso aconteceu após um homem negro ter sido morto de forma brutal e covarde por policiais. Até mesmo artistas foram às ruas para fortalecer os protestos.

Foi colocado em pauta um assunto importante e que devemos discutir diariamente, além de repassar para as nossas crianças. E se engana quem pensa que o racismo é visto apenas com pessoas mais pobres. Várias celebridades negras já contaram episódios de racismo que sofreram.

O Grammy, a maior premiação da música, por exemplo, é cercado de comentários e posicionamentos feitos por vários artistas negros contra a premiação. Tanto o público como vários artistas já falaram a respeito da questão racial que  várias vezes se sobrepõe ao prêmio.

Além disso,  esse sistema racista que a Academia usa cria vários obstáculos para que projetos artísticos feitos por pessoas negras sejam reconhecidos.

Grammy

Esse ano, os fãs de The Weekend viram as faixas do álbum “After Hours” serem completamente excluídas de todas as categorias, tanto principais como secundárias da premiação.

Tal decisão tomada pelo Grammy foi um choque para todos os fãs do artista. Até porque, o quarto álbum dele foi um dos mais tocados e premiados de 2020. Então, não existiriam motivos para que o álbum não recebesse indicações.

Por conta disso, essa falta de indicações trouxe novamente à tona o racismo perpetuado na academia há anos. Mostramos aqui alguns casos em que o Grammy foi acusado de racismo.

1 – Nicki Minaj

Em 2012, a rapper endossou uma denúncia contra o machismo e racismo presente no Grammy. Nicki ficou bem fragilizada depois da equipe do evento exigir que ela cancelasse sua performance, sem nenhum motivo aparente. Claro que Onika não obedeceu e ainda entregou uma das performances mais comentadas da premiação.

Entretanto, desde então Nicki  não se apresentou mais no evento. A sua última apresentação no Grammy foi em 2015.

Além disso, esse ano ela também comentou o racismo do Grammy lembrando do começo da sua carreira. “Nunca esqueça que o Grammys não me deu o premio de Melhor Artista Revelação quando eu tinha 7 canções simultaneamente nos charts da Billboard e tive a melhor venda todas rappers femininas em uma década – inspirei uma geração. Eles deram o premio para o um homem branco Bon Iver”, tweetou.

2 – Drake

O rapper também demonstrou apoio à The Weekend. E disse que é hora de mudanças acontecerem. “Eu acho que deveríamos parar de nos chocar todo ano pela desconexão entre as músicas que impactaram e esses prêmios, e apenas aceitar que, o que uma vez foi a maior forma de reconhecimento, talvez não tenha mais importância para os artistas de agora e os que virão depois. É como seu parente que você espera que mude, mas eles não conseguem mudar os hábitos”, disse.

3 – Frank Ocean

Em 2017, o cantor se negou a se apresentar no Grammy como forma de se manifestar contra o racismo.. Frank Ocean ainda publicou uma carta explicando o motivo de não se apresentar. E nela, pontuou o racismo que o Grammy reproduz nas suas categorias.

“Na verdade, eu queria participar da homenagem ao Prince. Mas depois percebi que meu melhor tributo ao legado desse homem seria continuar sendo eu mesmo fora disso e bem sucedido. Vencer um programa de TV não me consagra bem sucedido. “Blonde” vendeu um milhão de cópias sem uma gravadora, isso é ser bem sucedido. Eu sou jovem, negro, talentoso e independente. Esse é o meu tributo”, escreveu.

4 – Win Butler

Em 2017, a 59ª edição do Grammy premiou o álbum de Adele como sendo “Álbum do Ano”, vencendo o Lemonade de Beyoncé. Esse resultado não agradou vários artistas, incluindo a própria Adele. Tanto que depois desse anúncio, vários usaram suas redes socais para comentar o resultado.

O vocalista da banda Arcade Fire, Win Butler, foi bastante incisivo em seu comentário. ”Se nós temos o mínimo respeito por álbuns, Lemonade é o Álbum do Ano”, escreveu ele no seu Twitter.

5 – Diplo

O DJ e produtor também não ficou contente com o resultado da premiação e mandou um recado para os jurados do Grammy.

”Eu amo a Beyoncé e gostaria que os jurados do Grammy dessem uma chance para algo tão pessoal quanto seu álbum”, disse.

6 – Adele

A cantora, que ganhou o prêmio, quando foi recebê-lo, não poupou elogios à Beyoncé. ”O Lemonade é monumental, bem pensado, belo. Todos nós, artistas, te adoramos. Você é nossa luz. Você faz com que a gente se sinta empoderado. Te adoro, sempre te adorei e sempre irei adorar”, disse.

Nos bastidores, Adele foi ainda mais direta e disse que esperava que Beyoncé ganhasse. “Senti que era este o momento dela ganhar. O que ela precisa fazer para ganhar o álbum do ano? O meu álbum do ano foi Lemonade, por isso uma parte de mim ficou muito triste, como fã dela”, comentou.

7 – Jay Z

O rapper se expressa através de sua música. E o descontentamento com o Grammy não passou desapercebido. Jay diz o verso: “Mande o Grammy se fuder com essa merda de 8 nomeações e zero vitórias” em sua música “Apeshit” em parceria com Beyoncé.

8 – Tyler, the Creator

Na 63ª da premiação, o rapper ganhou o melhor Álbum de Rap. Contudo, mesmo estando feliz pelo reconhecimento ele fez uma reflexão sobre os estereótipo e lugares de “pertencimento” onde os negros são colocados.

“Por um lado eu estou muito grato que o que eu fiz pode ser reconhecido em um mundo como esse. Mas é péssimo que sempre que nós, e eu quero dizer caras que se parecem comigo, fazemos alguma coisa que transcende gêneros ou coisa assim, eles sempre colocam em alguma categoria urbana ou de rap”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here