A Subseccional Petrolina da Ordem dos Advogados do Brasil, através da Comissão da Mulher Advogada, vem a público manifestar irrestrita solidariedade e indignação a uma colega que foi agredida fisicamente por um homem, nesta quinta-feira, 15, após uma ocorrência de trânsito.

Objetivando sempre a construção de uma sociedade igualitária, livre de qualquer forma de discriminação e violência,  a OAB reafirma sua total repulsa a todos os atos de subjugação das mulheres, e, com maior rigor, os que também atentam contra a advocacia e a cidadania feminina. Por esses motivos, não medirá esforços para a imediata apuração dos fatos e punição em todas as esferas competentes, a fim de que ações semelhantes sejam desestimuladas, intimidadas e rechaçadas, por inconcebíveis que são nos dias atuais.

A OAB repudia toda e qualquer  forma de agressão as mulheres considerando uma atitude covarde. A Comissão da Mulher se coloca à disposição para colaborar no que for preciso.

 Comissão da Mulher Advogada






Fonte

Deixe uma resposta