(Foto: Ilustração/Arquivo)

São tantos veículos percorrendo as vias de Petrolina, que grupos de ciclistas chamam atenção e ganham novos membros diariamente. Muitos optam pela bicicleta pela mobilidade, outros para melhorar o condicionamento físico e perder peso. As ciclovias do município ainda são poucas, mas em breve novos espaços serão reservados para quem gosta de pedalar.

Pedalar é uma alternativa que vem ganhando cada vez mais espaço nas ruas de Petrolina. A falta de ciclovias no município já gerou diversas reclamações. Em maio deste ano, o prefeito Miguel Coelho anunciou o investimento de R$ 1,5 milhão para a construção de uma nova ciclovia na orla.

Entretanto, no início desta semana foi anunciada a remoção da faixa exclusiva para o transporte público e para os ciclistas, que tinha acesso ao espaço a partir das 20h.

“As ciclovias já eram poucas, apenas a Integração, Avenida Guararapes e a Monsenhor Angelo Sampaio, mas fiquei sabendo que a Guararapes não é mais uma ciclovia. Liberaram para todos os veículos e removeram as placas que sinalizavam no local. Isso só dificulta a vida dos ciclistas”, afirma o designer gráfico e ciclista, Jailton Cavalcante Soares.

O cliclista criou em 2015 o grupo “Pedala ou Dorme” que conta com 86 membros, que percorrem tanto a zona urbana do município, quanto a rural, durante os finais de semana.

Motoristas x Ciclistas

A relação dos motoristas com os ciclistas é algo que ainda gera preocupação, principalmente com as notícias de atropelamento e imprudências, iniciadas pela a falta de respeito.

Em setembro, Adilson Leandro dos Santos, de 30 anos e José Ozeias Pinto, de 58 anos, morreram atropelados em Petrolina. Não há informações sobre as circunstâncias que resultaram na morte dos dois ciclistas.

Com a popularidade da prática em Petrolina, os motoristas estão mais atentos, mesmo com o registro de mortes. A esperança de quem gosta do esporte é que com novas ciclovias e o respeito a prática se torne mais segura.

“Com o ciclismo em alta, muitos motoristas também são ciclistas. A visão muda e o respeito também. Eu estou na torcida para a construção destas ciclovias e poder pedalar com mais segurança”, explica Jailton.

Sobre a segurança, o ciclista reforça a necessidade de redobrar a atenção na hora de pedalar e sempre respeitar a sinalização. “É preciso andar com segurança. Não andar na contramão, verificar o fluxo de carros antes de mudar de faixa. Usar a faixa de pedestres fora da bike. É sempre bom lembrar que não temos nenhuma proteção, o para-choque somos nós mesmos”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here