Muita gente está se questionando sobre a discussão entre o Moro e o presidente Bolsonaro e com a suposta demissão dele do governo.

Existiu a briga? Sim.

Moro sairá do governo? Não.

É bom que fique claro que hoje, antes de acreditarmos em tudo o que a gente lê por aí, temos que buscar as informações nas mais diversas fontes.

A história real é a seguinte: o presidente foi avisado que o deputado Hélio Bolsonaro havia sido pego pela PF do Rio por fraude previdenciária.

Bolsonaro então questionou o Hélio que foi categórico em dizer que era uma farsa.

Bolsonaro acreditou na versão e acusou a PF do Rio de tramóia para o atingir.

Moro foi categórico na defesa da PF dizendo que o nome de Hélio estava mesmo no relatório e que a acusação era verdadeira.

Bolsonaro pediu a cabeça do diretor geral da PF e Moro não aceitou.

Discutiram.

Moro pediu um tempo para esclarecer os fatos.

Pois bem…

Moro descobriu que a acusação não recaia sobre Hélio Bolsonaro e sim sobre um homônimo seu.

O chefe da superintendia do Rio foi exonerado.

O diretor-geral da PF, que havia acreditado na história, “provou” que foi enganado e ganhou uma 2a chance…

E assim todos viveram felizes até a próxima intriga!

Deixe uma resposta