Acusado de fraude também quer falar no Tribunal da Lava Jato durante julgamento de Lula

DO ESTADÃO CONTEUDO

O ex-presidente da Câmara dos Vereadores de Resende, no Rio, Jeremias Casemiro (Solidariedade), o ‘Mirim da Comissão de Fábrica’, pediu ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, o Tribunal de Lava Jato, para ‘sustentar oralmente’ no dia do julgamento do ex-presidente Lula. Em 24 de janeiro, a Corte vai analisar recursos contra a sentença do juiz federal Sérgio Moro, que condenou o petista a nove anos e seis meses por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex.

 

Jeremias é acusado de liderar uma organização criminosa enquanto presidia a Câmara de Vereadores. O Ministério Público do Rio apontou um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 880 mil e também crimes de fraude a licitações e peculato.

 


Post Views:
554

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here