O comunitário Marcos Júnior Oliveira Silva, que reside em Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, reclama do sistema de rodízio d’água da Compesa. Ele relata que os bairros ficam sem abastecimento de 15 a 20 dias.

Acompanhem:

Carlos Britto, venho aqui reclamar de um problema recorrente e sem solução em Afrânio-PE, que é a falta d’água. A Compesa utiliza o sistema de rodízio, e os bairros passam de 15 a 20 dias sem abastecimento. Quando a água é liberada, fica apenas de 2 a 3 dias, no máximo. O detalhe é que, geralmente, chega fraca e fica num vai e volta.

Para completar, não temos água tratada disponível em outro local, apenas a da Compesa. Quando a armazenada acaba, nos sujeitamos a comprar uma sem tratamento e cara. Não suportamos mais essa situação sem solução, que fica apenas na promessa. Entra ano e sai ano e nada. A Compesa precisa resolver o problema de falta d’água em Afrânio, urgentemente.

Marcos Junior Oliveira Silva/Morador



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here