(Foto: Ascom/STTR)

Um grupo de moradores do Projeto Pontal esteve no prédio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) na tarde de hoje (14), para dialogar com a superintendência regional sobre o corte de água no local.

Os agricultores familiares são proprietários de terras no Pontal e foram atingidos pela determinação da Justiça Federal contra os assentados do Movimento Sem Terra. O Blog Fala Petrolina apurou que o grupo se reuniu com a superintendência e foi assegurado a eles que até amanhã a Codevasf emitirá um prazo para o restabelecimento do fornecimento de água.

A Codevasf ganhou na Justiça a reintegração de posse dos Acampamentos Dom Tomás e Democracia, ocupados pelos assentados que já foram expulsos do local e retornaram ainda em maio.


WP

Deixe uma resposta