A administração do prefeito de Cabrobó, Marcilio Cavalcante (PMDB), parece que vai de mal a pior. Nos últimos dias o vereador Ramsés Sobreira (PMDB), fiel escudeiro e companheiro de primeira hora, pediu o boné. E saiu atirando.

“Durante esse dez meses nós tentamos, tentamos mudar reiteradas vezes. Apresentamos uma proposta diferenciada, mas o prefeito não nos ouvia. E por isso a prefeitura acumula um débito de mais de R$ 5 milhões em empenhos, quando as contas já deveriam estar sanadas”, denunciou.

Ramsés disse ainda que os servidores e fornecedores estão com salários e pagamentos atrasados por culpa da má gestão de Marcílio.

Cabrobó vive um caos administrativo, o que tem impactado na economia da cidade, provocando uma crise sem precedentes. Por isso esse cenário montado, aliado a questões pessoais, fazem com que a cidade sofra e a economia tome conta dos debates, fazendo com que as pessoas tenham dificuldade até para sobreviver. Cabrobó está lançado num abismo que terá muita dificuldade a superar”, afirma. Com a palavra, a gestão municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here