Foto: Reprodução/Internet

O presidente do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco, Doriel Barros (foto), acaba de anunciar o fim da aliança entre PT e PSB no Estado, com a entrega dos cargos que o partido ocupa na atual gestão de Paulo Câmara (PSB). As razões que levaram a esta decisão foram, segundo ele, por conta do tratamento que os integrantes do partido receberam durante a campanha para prefeitura do Recife nas eleições do ano passado e o posicionamento da legenda nacional.

Recebemos da campanha do PSB tratamento inaceitável, desrespeitoso e incompatível com o histórico de relacionamento de nível elevado entre nossas siglas. É uma consequência política  do acirrado enfrentamento eleitoral municipal de 2020”, declarou.

Para Doriel, outro motivo foi em relação ao posicionamento da direção nacional do PT, que não produziu nenhuma manifestação pública ou reservada que demonstrasse o interesse em preservar a participação no governo como espaço facilitador de conversas entre as duas siglas em nível nacional. “A partir de agora, assumimos um posicionamento de independência em relação ao governo estadual que pautará também a nossa conduta na Assembleia Legislativa de Pernambuco”, afirmou.

O PT deixa o governo após dois anos, depois de ter participado das reeleições  do governador Paulo Câmara no primeiro turno e do senador Humberto Costa, além de ter contribuído com o desempenho eleitoral de Fernando Haddad no primeiro e segundo turnos das eleições presidenciais de 2018.







Fonte: Blog do Carlos Britto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here