Por: Blog Edenevaldo Alves –

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou a lista de passageiros do voo oriundo da Itália que trouxe o homem diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19), primeiro caso confirmado no Brasil. O objetivo é monitorar e investigar os outros passageiros que estiveram na mesma viagem e em locais com o surto.

De acordo com a nota publicada, esta é uma das ações da Anvisa de combate ao surto mundial do Covid-19 que já atingiu 80.346 notificações em todo o mundo. A agência de vigilância recomenda que passageiros provenientes de locais com casos procurem atendimento caso apresentem sintomas.

Fora do epicentro do surto de coronavírus na China, pelo menos 10 países da Europa já possuem registro da doença, além de grandes focos também se espalharem na Coreia do Sul e no Irã. Nessa terça-feira (25) foram confirmados dois casos na Áustria, um na Croácia, um na Suíça e um na parte continental da Espanha, totalizando três casos no país.

Leia a íntegra da nota da Anvisa

Diante de exame preliminar que deu resultado positivo para coronavírus (Covid-19) em um passageiro que veio da Itália para o Brasil na última sexta-feira (21/2), a Anvisa já tomou as seguintes medidas:

Solicitou à companhia aérea a lista de passageiros que estavam no mesmo voo do passageiro com resultado positivo para coronavírus. O documento será encaminhado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) para investigação de outros passageiros do voo que tiveram contato com o caso suspeito.

Aumentou a criticidade no monitoramento dos voos internacionais provenientes de países onde há casos confirmados da doença. A lista foi atualizada na segunda-feira (24/2) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Anvisa reforça: se você esteve nos países com casos confirmados e apresentar febre, tosse, dificuldade em respirar ou outros sintomas respiratórios, procure atendimento médico de imediato e informe ao profissional de saúde a viagem feita para o exterior.(Folhape)

Deixe uma resposta