Afonso Benites

Pré-candidata pela REDE diz que opor ciência e religião é debate atrasado

Questionada se defendia o ensino do criacionismo na educação brasileira, Marina Silva diz que essa questão traz uma fake news que vem sendo espalhada desde a campanha eleitoral de 2010, quando ela concorreu à presidência pelo PV. “Não advoguei que se defenda o criacionismo. Essa visão de opor ciência e religião é um debate muito atrasado”.

Segundo ela, quando esse assunto veio à tona, ela participava de uma discussão em uma escola adventista, na qual teria dito que concorda que seja ensinado o criacionismo, desde que também fosse lecionada também a teoria da evolução.

“Esse assunto sempre volta para mim porque sou uma cristã evangélica. Não vejo essa pergunta sendo feita aos cristãos católicos. Quem trabalhou muito para que se separasse igreja e Estado, estado e religião, foram os protestantes”.

Afonso Benites

Marina diz defender reforma da Previdência, mas não a de Temer

A ex-ministra Marina Silva, pré-candidata pela REDE, diz que defende a reforma da Previdência, mas não a que foi proposta pelo Governo Michel Temer. “É preciso que se tenha reformas, mas dessa magnitude, seria necessário capacidade de diálogo. Não dá para fazer uma reforma ouvindo apenas um lado”.

Indagada pelos jornalistas que a sabatinam, Marina não detalhou como seria a sua reforma previdenciária. Apenas disse que no início de seu eventual mandato colocaria o tema para ser debatido e essa discussão levaria o tempo que fosse necessário. “Nenhuma candidatura não está apresentando uma proposta detalhada de reforma da previdência”.

Durante a entrevista, no jornal Correio Braziliense, Marina disse ainda ser contrária à privatização da Petrobras, do Banco do Brasil e da Caixa.

Afonso Benites

“As pessoas têm razão para estarem desencantadas”, diz Marina Silva

Marina Silva, pré-candidata pela Rede, diz que as eleições do Tocantins, onde quase metade das pessoas votaram nulo, branco ou não compareceram às urnas é um retrato do país. “Temos de reconhecer que as pessoas têm razão para estarem desencantadas, desmotivadas e parte dela revoltada por tudo o que está ocorrendo”. Na sua avaliação, falta gerenciamento de áreas estratégicas para melhorar a avaliação que a população tem dos políticos.

Afonso Benites

A próxima a ser sabatinada é a pré-candidata pela Rede e ex-senadora, Marina Silva.

Afonso Benites

Maia diz que pesquisas só apontarão cenário em setembro

Rodrigo Maia diz que as pesquisas eleitorais só apontarão o real cenário a partir de setembro. Hoje, quase a metade da população brasileira declara que votará nulo, branco ou se absterá de votar. Na avaliação do presidenciável, esse alto número de insatisfeitos ocorre por uma série de questões. “É uma mistura. É a questão ética, da corrupção, da crise econômica, do aumento do desemprego (…) e a falta de condições do Estado de responder a essa crise”.

O pré-candidato pelo DEM diz que nota uma “perda permanente do Estado brasileiro de responder aos anseios da sociedade”. E, mesmo com a descrença da classe política, só os políticos teriam condições de resolver essa questão. “Se você olhar todas as crises que ocorreram, todas as mudanças de ciclo, foi a própria política que resolveu”, afirmou.

Na conversa com os jornalistas do Correio Braziliense, o presidente da Câmara ainda afirmou que a única estratégia para tirar o país da crise econômica é fazendo uma reforma do Estado brasileiro. Esta que passaria por mudanças na área tributária e também na redução de benefícios para o funcionalismo público. “Temos de reorganizar o Estado. Em cinco anos um servidor chegar no teto (salarial), está errado”, diz e complementa: “Se não olharmos do lado das receitas, não conseguiremos implantar políticas públicas nas três áreas essenciais que são saúde, educação e segurança”.

Afonso Benites

Maia diz que as pesquisas só apontarão o real cenário a partir de setembro. Hoje, quase a metade da população brasileira declara que votará nulo, branco ou se absterá de votar. “É uma mistura. É a questão ética, da corrupção, da crise econômica, do aumento do desemprego”.

Afonso Benites

Rodrigo Maia, ao centro, durante a sabatina do Correio Braziliense.

Afonso Benites

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, e pré-candidato pelo DEM é o primeiro entrevistado nesta série de sabatinas de hoje.

E.P.

Deixe uma resposta