GUARUJÁ – Após criar uma desmedida polêmica ao juntar numa das ações penais nas quais o ex-presidente Lula é réu um recibo com data de 31 de junho – dia inexistente no calendário gregoriano, a defesa do petista esclareceu que o petista é adepto do calendário asteca.

Lula prefere usar o calendário asteca, oriundo de uma civilização pré-colombiana, em homenagem às civilizações que existiam no continente latino-americano antes de ser invadido por homens brancos europeus”, disse o advogado de Lula.

Segundo o causídico, no calendário asteca, o dia 31 de junho era tido como uma data festiva, na qual o deus da honestidade e da verdade era celebrado.

O esclarecimento calou a boca dos reaças, que estavam tentando ridicularizar a data do documento acima mencionado.

A imprensa golpista tentou usar esse fato para desmoralizar o ex-presidente, como se o Lula fosse capaz de contar uma mentira”, elucubrou a presidenta do PT, Gleisi Hoffmman

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here