Ardil de Guido Mantega não deu certo e tudo indica que ele também será preso

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal, rejeitou acordo que impedia a prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega nas investigações sobre supostas fraudes em financiamentos do BNDES, sobretudo em relação a empréstimos concedidos a JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

O acordo foi firmado no mês passado entre o procurador Anselmo Lopes e o ex-ministro. Pelo acerto, Mantega se comprometeria a fornecer informações sobre financiamentos suspeitos do BNDES e, em troca, teria a garantia de não ser preso no decorrer das investigações.

PODE SER PRESO – Com a decisão do juiz, a situação do ex-ministro da Fazenda nos governos Lula e Dilma se mantém inalterada. Ou seja, Mantega pode ser investigado, processado e preso se autoridades considerarem a medida necessária.

Mantega é um dos alvos da Operação Bullish, investigação sobre supostas irregularidades em empréstimos do BNDES para empresas do grupo J&F, controladora da JBS. Em um dos depoimentos de seu acordo de delação premiada, Joesley Batista disse que Mantega intermediou pagamentos que fez a parlamentares do PT.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here