A Câmara de Juazeiro (BA), juntamente com o Sindicatos dos Bancários da cidade, realizou na noite de ontem (10) uma audiência em defesa dos bancos públicos. A iniciativa foi a pedido do vereador Agnaldo Meira (PCdoB) e teve a participação da diretora-presidente da Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB), Rita Josina; e dos presidentes da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe,  Waldenir Brito; do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Juazeiro, Emerson José (Mitu); e do Sindicato dos Comerciários Fábio Cézar, além de vereadores e demais representações.

O objetivo foi alertar a população e combater o desmonte das instituições financeiras, promovido pelo Governo Temer, além de discutir o desenvolvimento econômico e social do Brasil, assim como o risco que toda a população corre com o desmonte que o governo Temer está promovendo nestas empresas e especificamente nos bancos públicos.

O autor da audiência, Agnaldo Meira, falou da importância do debate. “Tenho satisfação em realizar esta discussão aqui, pois temos a certeza do que os bancos públicos significam para o desenvolvimento de Juazeiro e região. Essa audiência é de suma importância para toda sociedade em geral para que não tenhamos retrocesso“, disse o edil.

Em sua fala, Rita Josina destacou as diretrizes das medidas que precisam ser tomadas diante dos impactos causados pelo governo federal em relação à privatização. “Em todo país estão se discutindo o desmonte dos bancos públicos e nosso papel é garantir que isso não ocorra. É buscar união junto à sociedade para que não tenhamos mais retrocessos como o desmonte dos bancos públicos“, finalizou a diretora da AFNB.

O presidente do Sindicato dos Bancários Juazeiro, Maribaldes da Purificação, agradeceu ao vereador Agnaldo Meira pela iniciativa. “Os bancos públicos são responsáveis por cerca da metade de todos os financiamentos realizados pelo país, em todas as áreas sociais. Com esse desmonte temos redução do quadro de funcionários, fechamento de agências de bancos públicos. E não podemos continuar vendo o ilegítimo Michel Temer colocando a economia do país em colapso. Na última segunda-feira (10) estivemos em Salvador também discutindo essas diretrizes, e é importante que todos os sindicatos se mantenham unidos, assim como em união com a sociedade“, disse. (foto/divulgação)



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here