Passado um ano do início da gestão do prefeito Licínio Lustosa à frente da Prefeitura de Belém do São Francisco (PE), no Sertão do São Francisco, o município, segundo informações, ainda pena para driblar uma dívida milionária que teria sido deixada pelas gestões passadas. E as cobranças vêm a galope.

Ontem (9), a oposição local mobilizou um ato de suposto repúdio ao fato de o prefeito não ter conseguido pagar em dia os servidores inativos. O ato foi classificado por Licínio como “politiqueiro” e os coordenadores não conseguiram adesão da comunidade como esperado, contando com participação de ex-comissionados da prefeitura e dos vereadores da oposição.

Em nota, o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Belém do São Francisco (IPSEB) disse que “vem sendo penalizado devido à dívida altíssima acumulada pelas gestões anteriores e a  falta dos repasses referentes a contribuições previdenciárias, ficando  em estado de plena alerta“. Mas garantiu que realizou o pagamento do 13º salário de 2017, e hoje (10) realizará o pagamento de novembro, ficando ainda o mês de dezembro. “Mas assegura que pretende quitar esta prestação em breve“, diz o IPSEB. (foto/reprodução)

CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here