O cantor e compositor Chico Buarque de Holanda terá mais um motivo para alimentar o seu ódio ao presidente Jair Bolsonaro.

Vencedor do Prêmio Camões, o artista aguarda que o Presidente da República assine o prêmio, cujo prazo se esgota em abril do próximo ano.

O valor total da premiação é de € 100 mil (em torno de R$ 447,3 mil), valor que deve ser pago metade pelo Brasil e metade por Portugal.

Considerado a mais importante prêmio da língua portuguesa, o Camões contempla, anualmente, autores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP. A premiação foi instituída em 1988 com o objetivo de consagrar um autor da língua.

Chico Buarque foi o vencedor da edição de 2019.

Entretanto, Jair Bolsonaro está inclinado a não assinar o prêmio, marcando posição contrária ao uso de dinheiro público em ações desse tipo.

De qualquer forma, a parte que incumbe ao Brasil já foi depositada, ou seja, o país não dará nenhum tipo de ‘calote’, mas demonstrará sua discordância com relação a iniciativa.

Deixe uma resposta