Tamanho “desespero por
dinheiro” não ultrapassa o limite do ridículo?

Como um homem, – que ocupa
cargo público e privilegiado, – se permite chegar ao auge da degradação moral e
da humilhação, oculta…

Deixe uma resposta