Targino Gondim. (Foto: Blog do Carlos Britto)

Um bate-papo cheio de emoção, música e política. Assim foi a edição de ontem (17) do talk show do Blog com o cantor e compositor Targino Gondim, que está em campanha por uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições de outubro pelo Partido Verde da Bahia (PV-BA). Durante o programa, o sanfoneiro falou sobre as dificuldades do início da carreira e lembrou histórias marcantes que aconteceram ao longo desses 22 anos de profissão.

Se fosse por dinheiro, eu já tinha mudado o meu estilo. Faço [forró] por prazer. Ninguém mais tem ousadia de me sugerir que eu faça isso ou aquilo“, destacou o artista, ao comentar sobre propostas que recebeu para mudar seu estilo musical.

Alinhando com a bandeira do partido ao qual se filiou, Targino quer defender também a preservação dos rios – em especial o São Francisco, além das tradições nordestinas, como a vaquejada, por exemplo. Ele defende com unhas e dentes a revitalização do São Francisco, mas acha “absurda” a ideia de transposição do Rio Tocantins para o Velho Chico.

Já estou na luta e vejo que só cantar não adianta. Tenho muita coragem, sempre fui guerreiro. Nada foi fácil, [por isso] resolvi abraçar essa nova luta. Ajudar e mostrar como se deve ser feito, para que sirva de exemplo para outras pessoas“, afirmou.

Apoio

Questionado sobre seus apoiadores políticos, Targino disse já ter alguns, mas vai manter uma postura de ‘independência’ em relação a pedir votos para Presidente e Governador. “Tenho alguns políticos que me apoiam, mas meu apoio principal vem do povo. Nunca fui político”, frisou. “Não vou pedir voto para presidente, nem para governador. Tenho uma pré-candidata a deputada estadual porque a conheço e sei da honradez dela”, ressaltou.

Targino Gondim mostrou disposição e acredita ter chances reais de ser eleito. “Preciso de cerca de 60 mil votos, mas quero uns 100 mil”. “Sempre ligado às questões dos vaqueiros, ribeirinhos, revitalização do Rio São Francisco, enfim, comprei essa ideia e quero mostrar que, com amor pelo povo de nossa terra, a gente consegue”, finalizou o sanfoneiro, que mesmo em campanha continua com sua agenda de shows. A entrevista completa pode ser conferida acessando aqui.

CB

Deixe uma resposta