O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), nesta terça-feira (31/10), rejeitou as contas da Prefeitura de Canudos, no norte do estado, relativas a 2016. As contas apresentaram diversas irregularidades, sendo a mais grave delas o descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, que é a ausência de recursos em caixa para pagamento de despesas do exercício.

Além da inexistência de caixa para pagamento das despesas inscritas como restos a pagar, o parecer registrou a não arrecadação da totalidade dos tributos da competência constitucional do município previstos no orçamento; inconsistências nos registros contábeis; e a extrapolação do limite da despesa total com pessoal.

O prefeito Genário Rabelo de Alcântara Neto foi multado em R$5 mil pelas falhas e irregularidades identificadas durante a análise das contas e também em R$43.200,00 (valor correspondente a 30% dos seus subsídios), por não ter adotado medidas para a redução da despesa com pessoal. Cabe recurso da decisão. Com a palavra, o gestor. (foto/arquivo divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here