Depois de terem sido alvo da ação de criminosos, as agências do Banco do Brasil (BB) das cidades de Sobradinho e Jaguarari, no norte da Bahia, estão com o atendimento ao público interrompido. Não é possível efetuar depósitos ou saques. A primeira a ser explodida foi a de Sobradinho, no dia 29 de julho. Já em Jaguarari, a agência foi alvo de ataque no último dia 2 de outubro.

Os moradores da ‘Terra da Barragem’ estão viajando 50 km até Juazeiro, para conseguir atendimento. A única casa lotérica da cidade possui um limite diário para realização dos atendimentos, complicando ainda mais a vida de quem precisa resolver pendências, mas não pode deixar a localidade. O BB informou que a agência de Sobradinho só será reaberta após reforma total, mas ainda não estabeleceu prazo.

Já os moradores de Jaguarari estão tendo que recorrer a agências de cidade de Senhor do Bonfim, a cerca de 25 km de distância, para resolver os casos mais urgentes e evitar pagar os juros. Para tentar solucionar o problema, o prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, juntamente com o deputado Roberto Carlos, estiveram na sede da superintendência do BB na Bahia, em Salvador, para tentar uma mediação para o problema.

Durante a reunião, os representantes da instituição assumiram o compromisso em verificar o processo em no máximo 60 dias, um prazo muito menor que o padrão da instituição, que pode levar até um ano para realizar o mesmo processo. Além disso, o deputado também sugeriu a implantação de um terminal de caixa-eletrônico do BB na sede da prefeitura, como também solicitou informações para a implantação de bancos 24 horas no município, ambos em caráter de urgência, bem como a ampliação das unidades de atendimento bancário em lojas da cidade. (foto arquivo:João Carvalho/Portal Jaguarari)



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here