Foto: Wanderley Alves

Julio Lossio se defende

O ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PSD), solicitou a esta coluna direito de resposta referente à nota principal do dia 24 de agosto, intitulada “Julio Lossio e o dilema: Não é só o TCE”, em que aponta indícios sobre as razões que teriam deixado o ex-prefeito fora da disputa eleitoral deste ano, a exemplo do processo judicial envolvendo os festejos juninos da cidade. Segue a resposta:

Nota

A coluna afirma que os motivos que levaram a desistir de concorrer ao pleito eleitoral de 2020 seria em decorrência de uma “denúncia-crime apresentada pelo Ministério Público Federal, que considerou irregular a utilização de recursos públicos aplicados no maior evento da cidade, o São João de Petrolina”. E continua, erroneamente, afirmando que “indícios graves de desvio de recursos nos anos de 2012 e 2013 garantiram ao ex-prefeito a condenação em primeira instância. Caso houvesse nova manifestação contrária, a Justiça Federal deixaria de Júlio inelegível”.

É importante esclarecer que não existe qualquer condenação do requerente, referente à denúncia-crime apresentada pelo Ministério Público Federal, que considerou irregular a utilização de recursos públicos aplicados no maior evento da cidade, o São João de Petrolina. Como pode ser observado no andamento processual em anexo, que tramita em segredo de Justiça, sequer os acusados foram formalmente notificados para apresentar defesa preliminar”.

Lossio anunciou, há cerca de uma semana, a desistência de concorrer à prefeitura de Petrolina nas eleições deste ano. Em seu lugar, o partido optou pela candidatura do advogado Julio Lossio Filho (PSD), que estava sendo cogitado para entrar na disputa.

Sai Sebá, entra Socorro

Em Serra Talhada (PE) o líder da oposição na cidade, deputado federal Sebastião Oliveira (PL), que foi cotado para concorrer ao Executivo, deu lugar à candidatura de Socorro Britto (Avante), que foi secretária nas duas gestões do ex-prefeito Carlos Evandro e vai com a advogada Eliabe Oliveira na vice. Socorro vai enfrentar a escolhida do prefeito, Márcia Conrado (PT), que ainda não oficializou sua vice.

Confusão da garagem 

Uma garagem virou pauta entre os vereadores de Solidão (PE). Segundo o presidente da Casa, Antônio Marinheiro, a fotografia que circulou com um pequeno comércio na garagem locada pela Câmara era do seu filho. “Ocorre que o imóvel onde fica situada a garagem da Câmara é composto por quatro garagens, sendo uma alugada à Câmara, duas alugadas à Prefeitura de Solidão e uma alugada ao meu filho“, disse o presidente.

Convenções agendadas

Em Tabira (PE) os três pré-candidatos ao Executivo já agendaram as datas das convenções partidárias. Nely Sampaio (PSC) marcou a sua para o dia 7 de setembro. Flávio Marques (PT) realizará no dia 13 e o MDB, que irá de Dinca ou Nicinha Brandino, fará o seu evento no dia 15.

Vice escolhido

O vereador Binho de seu Tonho foi anunciado pré-candidato a vice na chapa do prefeito de Orocó, George Gueber (PT). A atual vice-prefeita Adaltiane Menezes rompeu com o gestor, fazendo-o acolher em seu grupo político o ex-candidato Seu Tonho, que teve na eleição passada 31,20% dos votos válidos. Já seu filho, Binho, está no terceiro mandato de vereador e agora é o nome escolhido do prefeito para tentar carimbar a sucessão.

Fonte: Blog do Carlos Britto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here