A eleição e um resultado feminino no Cedro

A disputa eleitoral na cidade de Cedro, no Sertão Central de Pernambuco, já tem um toque feminino para o ano que vem. Independente do resultado, o município será comandado por uma mulher a partir de 2021. Pela primeira vez a administração da cidade está sendo disputada por duas mulheres na cabeça de chapa e dois homens na vice. O atual prefeito, Antônio Leite (PTB), e seu vice, João Quental (PTB) não quiseram entrar na disputa para tentar a reeleição.

De um lado está a coligação “Com o povo para Cedro voltar a crescer”, composta pelos partidos MDB e DEM, que tem a vereadora e sindicalista Marly de Neguinho do MDB na cabeça de chapa. Marly entra na disputa ancorada na popularidade do marido, o ex-prefeito Neguinho do Cedro.

Seu candidato a vice é Paulo Alves da Cruz, o Dr. Paulinho. O que se diz é que ela sempre morou na cidade e conhece de perto a realidade do povo.

Do outro lado, a coligação “Cedro unido com o povo”, formada pelos partidos PSB, Republicanos e Avante, tem a empresária Maria Riva Bezerra do PSB como candidata a prefeita e Luiz Marivando Barros, conhecido como Lula Nelson, candidato a vice.

Riva, que entra na disputa pela primeira vez, adotou o discurso de que vai gerar mais oportunidades para a população, e agora tem um grande desafio pela frente, já que precisa se fazer conhecida por boa parte do eleitorado da capital do milho.

Eleitores sobrando

Os municípios de Cumaru, Brejinho, Calumbi e Sairé, no Interior de Pernambuco, possuem mais eleitores do que habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cumaru tem 15.335 mil eleitores registrados e só possui 10.192 moradores; Brejinho, com 7.488 habitantes e 7.722 eleitores; Calumbi, 5.747 moradores e 6.154 eleitores; e Sairé, com 9.764 moradores e 10.683 pessoas aptas a votar.

A impressão

Em Afogados da Ingazeira, as chapas Sidney Cruz, Roberto Guarda do PSC, Zé Negão (Podemos) e Renon de Ninô (PTB) estão causando a impressão na população de que estão se unindo em uma estratégia para criticar os governistas Sandrinho (PSB) e Daniel (MDB), em um jogo combinado. Fica o questionamento: por qual motivo eles não aceitaram se unir em um único projeto?

As regras

Em Serra Talhada, o debate entre os candidatos a vice-prefeito também não saiu como esperado, assim como aconteceu com os candidatos a prefeito. Nesse segundo caso o problema apontado foi o “baixo nível” das discussões. Já no primeiro caso dos candidatos a prefeito, a bronca foi relacionada às regras do debate, em que os candidatos não estudaram o roteiro.

Deu confusão

Em Calumbi o primeiro dia de propaganda eleitoral rendeu confusão. Tudo começou com a carreata da candidata à reeleição, Sandra da Farmácia, do PT. O movimento passou onde estava o Comitê de Joelson, do Avante. A confusão começou após várias provocações de ambos os lados. Teve arremesso de copos de cerveja e por pouco não houve vias de fato. O caso foi parar na delegacia.

Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta