Serra Talhada-PE. (Foto: Reprodução)

Serra Talhada: Na família, um pro lado e um pro outro

Um apoio inusitado agitou a política de Serra Talhada nos últimos dias. Demóstones Antunes, antigo aliado do grupo do deputado federal Sebastião Oliveira (Avante), acabou declarando apoio à candidatura de Márcia Conrado (PT), principal adversária do grupo.

O drama que incomodou boa parte do grupo de oposição foi o fato de que Demóstones é o pai de João Antônio Magalhães, o coordenador de campanha da principal adversária do PT na cidade, Socorro Britto (PSL).

Márcia não perdeu a oportunidade de explorar o assunto em suas redes sociais e escreveu: “Recebo com muito carinho o apoio de Demóstones Antunes, o nosso amigo ‘Mó’, que vem para fortalecer, ainda mais, o nosso grupo. Obrigada pelo apoio meu amigo!”. Na foto, todos faziam o “M” de Márcia ao lado do prefeito Luciano Duque.

Após a repercussão, o coordenador João Antônio chegou a dizer que seu pai “caminha com as próprias pernas”, e que “cada um que julgue a escolha dele”. Na cidade, muita gente desconfiou que João também tivesse recebido o convite para fazer parte do grupo governista. No entanto, ele defendeu sua posição enquanto eleitor de Socorro e “fiel escudeiro” do grupo do deputado federal Sebastião Oliveira.

Se ele achou que deveria fazer essa mudança nesse momento, parabéns para ele, boa sorte e que siga na jornada dele. Agora, eu tenho meu CPF, caminho com as próprias pernas, permaneço no grupo de Sebastião Oliveira e estou como um dos coordenadores da campanha de Socorro, que se Deus quiser será vitoriosa”, declarou.

Abuso de poder

Em Arcoverde, os candidatos a prefeito e vice, Wellington da LW (MDB) e Delegado Israel (PP), além da prefeita Madalena Britto (PSB), foram denunciados em um Ação de Investigação Eleitoral por abusos de poder econômico e político, que pode resultar na impugnação da chapa governista. A ação também atinge os direitos políticos dos dois candidatos.

OAB repudiou

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco divulgou nota em solidariedade à advogada Hérica de Kássia Nunes de Brito, que segundo eles, foi “atacada” pelo prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares (PSB), pelo genro do prefeito e pelo secretário de Saúde do município. circulou na cidade um áudio em que a advogada foi chamada de “analfabeta”, “advogada de mentira”, “advogada saco de plástico”, e outros adjetivos.

Mais impugnação

Em Machados, o Ministério Público Eleitoral (MPE) solicitou na Justiça a impugnação do registro de candidatura a prefeito de Manoel Plácido da Silva Filho (PL), conhecido como ‘Cido’. Na ação, o promotor alega que o político “encontra-se com restrição ao direito de elegibilidade”, ou seja, não pode disputar a eleição, pois se enquadra na Lei da Ficha Limpa.

Decisão favorável

Em São José do Egito, a Justiça Eleitoral divulgou decisão favorável em relação às candidaturas das chapas majoritária e proporcional da Coligação Muda São José, que tem o ex-prefeito Romério Guimarães na cabeça de chapa, ao lado do vereador Antônio Andrade na vice. A decisão confirma que foram aprovados na Lei da Ficha Limpa.

Fonte: Blog do Carlos Britto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here