Foto: Blog do Carlos Britto

Casa Plínio Amorim: o bom senso prevaleceu

Depois das últimas pendengas com cara de campanha antecipada de 2020, os vereadores da Casa Plínio Amorim focaram no que realmente interessa para a população de Petrolina: propostas para o município.

Na sessão plenária de ontem (3), as duas bancadas – de oposição e situação – deixaram a ‘birra’ de lado e cumpriram seus reais papeis. Do lado dos oposicionistas, todas indicações e requerimentos apresentados voltaram-se a pedidos pertinentes à prefeitura. Já os governistas reconheceram as propostas como reivindicações justas, e não politiqueiras.

O vereador Alvorlande Cruz (PSL) já tinha dito a este Blog que o líder da bancada governista, seu irmão Aero Cruz (PSB), foi levado por um arroubo momentâneo ao afirmar que a bancada barraria 100% das propostas da oposição, caso sentisse cheiro de politicagem no ar. E ele estava certo.

Aero, no fundo, sabe que um posicionamento tão duro pode até se virar contra sua própria bancada, por passar a impressão de que os governistas querem ‘podar’ o trabalho da oposição.

Por outro lado, os oposicionistas não irão a lugar nenhum se mantiverem a estratégia de bater de agora na administração municipal, puxando assuntos no campo nacional, que estão muito longe do retrovisor da população. E se voltaram novamente a propostas que a população quer e espera ver. Finalmente o bom senso parece ter novamente prevalecido na Casa Plínio Amorim. Ao menos por enquanto.

Palco para políticos

Começa daqui a pouco, às 10h, no 3º BEIC de Juazeiro, uma solenidade para entrega de viaturas policiais para unidades da região norte baiana. O evento contará com a presença do Secretaria de Segurança Pública do Estado, Maurício Teles Barbosa, além do comandante geral da PMBA, Coronel Anselmo Brandão. A solenidade será uma ‘prato cheio’ para os políticos da região que estão de olho em 2020.

De olho no orçamento impositivo

A bancada de Pernambuco no Congresso Nacional reuniu-se ontem (3) para colher sugestões de ações para emendas dentro da Lei de Diretrizes Orçamentária (LOA) 2020. Foram recebidas demandas de 11 entidades filantrópicas e órgãos da estrutura do Estado, presentes no encontro. Quórum considerado alto e que, conforme observa um dos coordenadores, deputado Augusto Coutinho (Solidariedade), se deve principalmente à mudança que tornou as emendas impositivas, aumentando a concorrência.

Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta