Segundo turno presidencial: Primeiras pesquisas dão o tom

As primeiras pesquisas do segundo turno presidencial foram divulgadas ontem (10) e já mostram como será o cenário. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) confirma o favoritismo diante do adversário Fernando Haddad (PT), mas com números bem diferentes.

A Consultoria de Pesquisa Ideia Big Data, em parceria com a Veja, mostra 54% das intenções de votos válidos para Bolsonaro e 46% para Haddad. O levantamento ouviu presencialmente 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda (8) e ontem. A margem de erro é de 2,67% pontos porcentuais para mais ou para menos. O número de registro no TSE é BR-09687/2018.

Já o Datafolha mostrou um resultado bem diferente. A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Bolsonaro 58% x Fernando Haddad 42%.

Foram entrevistados 3.235 eleitores em 227 municípios. O registro no TSE é o BR-00214/2018 e o nível de confiança: 95%. Os contratantes da pesquisa foram a TV Globo e Folha de S.Paulo. Outros levantamentos estão por vir e, certamente, as diferenças entre uma e outra pesquisa também.

Legenda fortalecida

O Partido Social Cristão (PSC) foi um dos que mais cresceram em Pernambuco após as eleições deste ano. Sob o comando do deputado federal eleito André Ferreira, a sigla conquistou um mandato na Câmara dos Deputados e cinco cadeiras na Assembleia Legislativa, passando a ser a terceira maior bancada da Casa de Joaquim Nabuco. Nada mal.

Joseph desgastado

Após colecionar uma derrota atrás da outra, a exemplo do que aconteceu neste ano, é muito possível que o ex-prefeito de Juazeiro (BA), Joseph Bandeira, comece aos poucos deixar o protagonismo político na cidade. Mas há quem acredite piamente que ele disputará novamente a prefeitura em 2020.

Experiência pós-eleições

Com 2.854 votos, o Coronel Leite (PP) saiu dessas eleições com a convicção de que, sem um apoio efetivo, a missão fica difícil. Em Petrolina ele já foi do grupo de Julio Lossio e de Fernando Bezerra Coelho (MDB), mas saiu para a campanha praticamente com a cara e a coragem. Valeu pela experiência.

Fonte

Deixe uma resposta