Julio Lossio. (Foto: Antônio Carlos Miranda/ Blog do Carlos Britto)

Lossio se articula para ficar visível até 2020

O ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio, que foi candidato a governador de Pernambuco em 2018 e não teve o menor êxito, filiou-se ao PSD – partido do ex-deputado André de Paula. Lossio saiu do MDB e passou pela Rede (de onde foi expulso por infidelidade partidária). Agora, ele tenta um novo começo.

Na verdade é o que resta ao ex-prefeito, já que ele também não conseguiu eleger a esposa Andrea a deputada estadual. Ela, inclusive, teve votação abaixo do esperado em Petrolina.

O próprio Lossio foi o terceiro colocado, quando se esperava que ganhasse na principal cidade do Sertão do Estado, tendo em vista seus dois mandatos e a boa avaliação que construiu junto aos petrolinenses.

Lossio posou ao lado de André de Paula ao lado do filho, Julio Lossio Filho. É claro que o ex-prefeito deverá tentar novamente mais uma candidatura a prefeito de Petrolina. Caso não saia, deverá apostar as fichas em Julinho, que agora está mais maduro politicamente e pode entrar nesse jogo. Mas o que se espera, de fato, é que seja seu pai o nome a entrar na disputa de 2020.

Guga na berlinda

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) julgou na última terça (29) a Gestão Fiscal da Prefeitura Municipal de Sertânia (Sertão do Moxotó), referente ao exercício financeiro de 2016. A responsabilidade era do ex-prefeito Guga Lins. Foi  julgada irregular a referida Gestão Fiscal e ainda aplicou multa ao ex-gestor, segundo o Afogados On Line.

Tiano bem avaliado

Quem está numa boa com o prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) e todo o grupo liderado pelo ex-prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) é o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (Adeap), Tiano Félix (PT). Vereador licenciado da Câmara Municipal de Juazeiro, ele vem somando pontos com o grupo e se mostra um forte candidato à reeleição em 2020. Tiano está no segundo mandato.

Em nome da transparência

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, disse que pelo novo Marco Regulatório do Saneamento, não necessitaria enviar o novo Plano Municipal, quando a versão final for apresentada, à Câmara de Vereadores. Tanto que vai fazer isso por decreto, dada a urgência da questão. Mas assegurou que enviará o plano para o devido conhecimento e análise dos vereadores.

Fonte

Deixe uma resposta