O açude Muquém vai disponibilizar a água da transposição ao Riacho Vassoura, que a conduzirá até a barragem Barra do Juá. (Foto: Ilustração)

Nos próximos 30 dias, as águas da transposição do rio São Francisco poderão chegar aos moradores de Floresta. Com a abertura das comportas do reservatório Muquém, na sexta-feira (17), a expectativa é que o abastecimento atenda 30 mil pessoas do município.

Para chegar a Floresta, a água percorrerá 80 quilômetros. O açude Muquém vai disponibilizar a água da transposição ao Riacho Vassoura, que a conduzirá até a barragem Barra do Juá. De lá, o rio São Francisco irá perenizar o Riacho do Navio até chegar à cidade.

A chegada da água acontece oito meses após a inauguração desse trecho da obra. Apesar de cerca de 200 quilômetros de canais cortarem o Estado, até agora a única cidade atendida é Sertânia, onde 35 mil pessoas são beneficiadas. Na Paraíba, cerca de um milhão de pessoas são atendidas. Faltam obras complementares como o Ramal e a Adutora do Agreste.

Há ainda o eixo norte, o maior e com mais atrasos no serviço. Nele, a água é captada em Cabrobó e levada ao Ceará, passando por Rio Grande do Norte e Paraíba. Esse trecho, porém, ficou com obras paradas por um ano, após atrasos, porque a construtora deixou a obra e a licitação foi envolvida em um imbróglio judicial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here