Em meio a tempos tão conturbados, é bom termos boas notícias. Nesse sentido, recentemente, Israel e Emirados Árabes Unidos assinaram um acordo de paz histórico. Dessa forma, esse acordo de paz deve normalizar, pelo menos temporariamente, as relações diplomáticas entre os dois países. Também vale lembrar, que o acordo foi feito com a ajuda de Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos.

Anunciado por Trump, o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, e o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed bin Zayed al-Nahyan, ainda nesta quinta-feira (13/08), o pacto representa um importante avanço para o Oriente Médio. “Este histórico passo diplomático avançará a paz no Oriente Médio e é um testemunho da ousada diplomacia e da visão dos três líderes e da coragem dos Emirados Árabes Unidos e de Israel para traçar um novo caminho, que desbloqueará o grande potencial da região”, afirma a declaração oficial dos três países.

No que isso afeta a reeleição de Donald Trump?

Além representar uma grande mudança nas relações dos países, o acordo também representa uma vitória diplomática que fortalecerá Donald Trump na sua campanha de reeleição. Desse modo, o tratado de paz faz parte de um plano de investimento em política externa. Ao mesmo tempo, o acordo fortalece a oposição ao Irã, que, atualmente, é visto como uma possível pelos três países envolvidos no acordo. Isso acontece porque, países como Estados Unidos e Israel acusam o Irã de produzir armas nucleares. No entanto, o governo do Teerão, capital do país, nega que esteja envolvido com esse tipo de projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here