Foto: Ascom PMP/divulgação

Depois de quatro anos de pagamentos indevidos, os moradores do Vale Dourado, em Petrolina, ficaram definitivamente isentos da taxa de esgoto cobrada pela Companhia Pernambucana de Saneamento. O fim da cobrança ocorreu após a Agência Reguladora do Município de Petrolina (Armup) identificar irregularidades na comunidade.

De acordo com o diretor-presidente da Armup, Rubem Franca, os moradores estavam pagando a taxa, apesar dos dejetos serem lançados no Riacho das Porteiras, sem qualquer tipo de tratamento.

Rubem lembra que a empresa responsável por cobrar a taxa deve prestar todo serviço de tratamento de resíduos, mas isso não vinha sendo executado pela Compesa. “De fato, foram mais de quatro anos que os moradores do Vale Dourado vinham pagando essas taxas de esgoto, e do outro lado a Compesa não fazia o serviço pelo qual vinha cobrando. Se a Compesa cobrava deveria coletar, bombear e tratar os resíduos e isso não era feito”, disse.

A reportagem do Blog entrou em contato com a assessoria da Compesa sobre o assunto.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, das 7h às 13h e das 14h às 17h. Qualquer cidadão que se sinta prejudicado pelos serviços da Compesa pode formalizar denúncia, primeiro à própria Companhia e depois à Armup. É preciso apresentar RG (Identidade), CPF, comprovante de residência e número de protocolo do serviço já denunciado à Compesa. Dúvidas através dos números 0800-2812-479 ou 3861-4929/2479.

CB

Deixe uma resposta