Um vídeo (ver abaixo) que circula nesta semana nas redes sociais mostra o impressionante momento em que uma cobra píton, de 4,5 metros, é forçada a regurgitar o seu almoço: um galo-de-briga de uma fazenda no interior da Tailândia.

Quando o fazendeiro percebeu que dois de seus galos-de-briga haviam desaparecido, descobriu que o destino de seus animais deveria ser a barriga inchada de uma cobra píton, encontrada momentos depois.

Quando acordou em sua casa, o fazendeiro Nut Wattana percebeu que dois de seus melhores galos tinham sumido. Ele pensou inicialmente que os animais tivessem fugido do viveiro, mas ficou horrorizado quando percebeu uma enorme cobra píton pendurada no telhado e com um enorme inchaço no corpo.

Ele recorreu a ajuda de dois amigos para tentar fazer a cobra regurgitar o galo de volta, na vã esperança de que ele ainda estivesse vivo. O vídeo mostra o réptil mortal cuspindo o pássaro lentamente, após os homens colocarem a píton no chão e, usando uma haste de metal, forçando a cobra a regurgitar o pobre animal.

Com a boca alargada, tudo o que inicialmente pode ser visto do galo são suas pernas penduradas para fora. Mas, lentamente, o corpo da serpente começa a se contrair e, alguns minutos depois, mais da ave sem vida começa a sair.

Coberto de saliva, o corpo empenado do galo começa a escorregar pela boca enquanto a cobra recua e finalmente libera a cabeça.

O fazendeiro contou que o outro galo também foi encontrado morto nas proximidades. Segundo o homem, ele teve um prejuízo estimado em cerca de R$ 3 mil reais, já que as aves eram competidoras em rinhas. “Eu perdoo a cobra, pois é apenas o instinto natural dela”, disse o criador.

Segundo os especialistas, normalmente uma cobra píton com as mesmas características levaria cerca de duas semanas para digerir um galo desse tamanho. Com uma refeição tão farta, sobreviveria várias semanas sem comer mais nada.

O fazendeiro, os amigos e seus filhos com a cobra antes de soltá-la na mata (Facebook)

Píton Asiática

A píton-reticulada (Python reticulatus) é uma espécie de serpente da família dos pítons encontrada no Sudeste da Ásia. É considerada um dos répteis mais longos da atualidade e uma das três serpentes mais pesadas. Assim como todas as pítons, são constritoras não-peçonhentas e normalmente não são consideradas perigosas aos humanos.

Tecnicamente, uma píton adulta seria forte o suficiente para matar um homem adulto, mas ataques desta espécie não são comumente registrados. A Python reticulatus é uma cobra muito adaptável e com uma grande capacidade de se espalhar pelo ambiente. Foram relatados casos de serpentes nadando longas distâncias em rios, atravessando uma ilha para a outra.

Seu comprimento normalmente varia entre 1,5 e 6,5 metros, enquanto o peso varia de 1 a 75 quilos. De acordo com o Guinness Book of Records, o animal mais longo da espécie a ser oficialmente medido e registrado foi “Medusa”, de 7,67 metros. Medusa pesa 158,8 quilos. Outra serpente, “Twinkie”, media aproximadamente 6 metros e pesava quase 160 quilos. Um exemplar que supostamente ultrapassaria Medusa em comprimento é “Samantha” de 7,9 metros e 124,7 quilos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here