(Foto: Internet)

Nesta sexta-feira (24) a Central dos Sindicatos Brasileiros e as demais entidades sindicais decidiram por uma greve nacional no dia 5 de dezembro. O grupo vai protestar contra a reforma da previdência e a nova legislação trabalhista.

“Se colocar para votar o Brasil vai parar” esse foi o tema da reunião das Centrais Sindicais (CTB, CUT, Nova Central, Força Sindical, CSB, UGT, Intersindical, CSPConlutas e CGTB) ocorrida na sede da Força Sindical. Além do presidente nacional da CTB, Adilson Araújo, participaram o secretáriogeral da central, Wagner Gomes; e o secretário de Relações Internacionais, Nivaldo Santana.

As Centrais definiram que a orientação será de mobilização total nas bases para a construção de uma greve nacional. Além disso, reforçaram a pressão junto aos parlamentares em Brasília, já que o clima no Congresso é de “constrangimento dos deputados e senadores para votar a proposta às vésperas de um ano eleitoral”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here