(Foto: Ilustração)

Em Curaçá, no norte da Bahia, pelo menos mil famílias da zona rural estão sendo afetadas pela greve dos pipeiros, que já dura mais de um mês. A cidade está em situação de emergência e a paralisação desses profissionais é por falta de pagamento.

De acordo com informações da TV São Francisco, o último pagamento foi realizado em maio, referente ao mês de abril. A reponsabilidade por efetuar o pagamento é do Exército Brasileiro. Na região, o 72°Batalhão de Infantaria Motorizado (72 BIMtz) faz esse serviço.

O exército informou que o pagamento referente ao mês de abril foi feito a todos os pipeiros, e apenas dois deles não receberam o valor do mês de maio porque não assinaram uma documentação. Já o pagamento referente ao mês de junho está sendo providenciado, mas não deu data.

CB

Deixe uma resposta