Um bunker é um tipo de buraco blindado, desenvolvido para proteger seus ocupantes de grandes desastres. Sejam eles de força natural ou provocados por humanos. Um bunker deve ter no mínimo 2 metros de profundidade e todo um esquema de sobrevivência.

Todos os aspectos para a sobrevivência deve ser pensado. Afinal caso algum desastre ocorra, dependendo de suas proporções, não é possível delimitar quanto tempo exatamente as pessoas ficarão ali. Comida, água, ventilação e algum lugar para dormir, são algumas das principais necessidades.

Existem bunkers em todos os lugares do mundo. Alguns criados pelo governo, outros encomendados por pessoas milionárias, a fim de se salvar em casos extremos.

Fortaleza da América

O Complexo Cheyenne Mountain fica no Condado do Colorado e é um dos maiores e mais bem estruturados que existe. O bunker foi criado durante a Guerra Fria, com o intuito de garantir a segurança quando havia a ameaça iminente de um ataque nuclear por parte da Rússia.

As instalações abarcam cerca de 15 edifícios construídos há mais de 2.915 metros de profundidade. Foi construído a prova de qualquer tipo de ameaça. Além dos alojamentos, o local também possui um forte esquema de segurança e vigilância. De lá eles conseguem prever qualquer ataque humano ou natural.

Qualquer risco é imediatamente comunicado para órgãos superiores, que tomam as decisões necessárias.

Estrutura do bunker

O bunker é basicamente uma cidade autossuficiente com comida, água potável, sistema de esgoto e geradores de energia capazes de alimentar até 5 mil residências. Tudo o que for necessário para viver um longo período em seu interior.

Como foi criado há muitas décadas atrás, algumas instalações podem até aparentar serem antigas. No entanto, todo o sistema é constantemente renovado e atualizado, de acordo com as inovações que vão surgindo.

O local aonde toda a estrutura é gerenciada, fica guardado por duas portas de 25 toneladas. É realmente impenetrável. Além disso, todas as construções foram feitas sobre um sistema de molas maciças que atuam como amortecedores em casos de abalos sísmicos.

O local possui vigilância pesada durante 24 horas do dia e os sete dias da semana. Além disso, há uma equipe de centenas de funcionários que são responsáveis pela constante manutenção do local. Além daqueles que trabalham nos sistemas de vigilância do país.

Fonte

Deixe uma resposta