Depois do Palácio Episcopal, agora é o Colégio Dom Bosco – uma das instituições mais antigas de Petrolina, com 91 anos de existência – que ficou no centro de uma nova polêmica. Quem puxou o assunto, pelas redes sociais, foi o jornalista e produtor cultural Edvaldo Franciolli.

Ele tomou conhecimento de que na entrada de acesso ao memorial da instituição será montada a secretaria de uma faculdade que deve se instalar no Dom Bosco, no período da noite. A informação teria sido repassada ao jornalista por uma funcionária dessa faculdade.

Sem esconder a indignação, Franciolli fez o seguinte desabafo em seu perfil do Facebook:

Pasmem! a sala onde ficam os armários do arquivo do referido memorial e o corredor da galeria dos diretores do Colégio Dom Bosco darão lugar para o funcionamento da secretaria da faculdade, e aí fiquei pensando onde irão parar a galeria e o arquivo do memorial, e como ficará a entrada de visitantes do mesmo? será que teremos o retorno do filme da desconfiguração do Palácio Episcopal? será que a história vitoriosa de 91 anos de serviços prestados à educação sanfranciscana estará com seus dias contados, desaparecendo no porão do esquecimento? que se use as salas do colégio no horário noturno, para instalação de uma faculdade, mas que se procure um outro espaço para implantação da secretaria da mesma e não desconfigure um memorial que guarda a história da educação petrolinense deste educandário que educou tantos homens e mulheres de nossa região. Repense diretoria do Colégio Dom Bosco, não cometa uma aberração dessas!”.

Ex-diretora

Ex-diretora do Dom Bosco por 40 anos, a Professora Teresinha Teixeira resolveu comprar essa briga. Até porque foi na gestão dela que o memorial do colégio foi construído. “A sugestão de colocar a secretaria da faculdade em uma sala é pertinente. Não vejo sentido em retirar essa parte importante do Memorial. Foi feito com tanto cuidado e inaugurado em 14/08/1996. É um registro importante, uma memória que retrata a trajetória da instituição”, declarou.

A reportagem do Blog conseguiu falar com o atual diretor do colégio, Padre Antônio Moreno, e vai publicar pelas próximas horas o que ele pensa de mais essa polêmica. (Foto/reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here