O desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que determinou a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste domingo (8), está sofrendo uma goleada. 

Ele já é alvo de 6 pedidos de providência no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Advogados, políticos e membros do Ministério Público pedem a apuração de possível infração disciplinar do desembargador. 

Um dos pedidos apresentados ao CNJ é assinado por 100 promotores e procuradores da República.

Segundo o G1, o grupo quer o “afastamento liminar do citado desembargador federal, haja vista a ordem ilegal decretada em afronta à decisão unânime do TRF-4, referendado pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal”.

 

Via: PAPOTV

[NA]
BFC

Deixe uma resposta