Existem certos personagens que são conhecidos tanto dentro quanto fora do fandom. Talvez, seja seguro dizer que Pikachu representa Pokémon mais do que o próprio Ash. No caso de Digimon, isso acontece com Agumon, o monstrinho digital de Tai Kamiya. Primeiro porque ele é como o líder do seu bando e segundo porque ele é super fofo. Até o jeito de Agumon falar é bonitinho, com a inocência de uma criança e a esperança de um verdadeiro otimista. Ainda assim, nem mesmo ele está a salvo de ter uma versão sombria.

Foi revelada uma versão bem diferente do monstrinho que os fãs estão acostumados a ver. A versão sombria do Agumon foi infectada com o Anticorpo-X, o qual cobriu todo seu corpo de preto. Mais do que isso, a substância também alterou sua personalidade. Ele ficou mais agressivo e selvagem. Junto com a imagem, também foi divulgada a descrição do novo personagem. “Devido a influência do Anticorpo-X, ele se tornou um Digimon feroz. Agumon segue seus instintos selvagens e caça ferozmente por causa de sua alta agressividade. Corre descontroladamente e pode causar consequências terríveis”.

Como visto na imagem, a versão sombria de Agumon realmente parece mais selvagem. Porém, no fundo, a vontade mesmo é de abraçá-lo até ficar mais calmo! O que achou da mudança?

O Mundo digital

Digimon foi lançado em 1997 e acompanhava as aventuras de um grupo de crianças transportadas ao mundo digital. O ambiente virtual também era habitado por criaturas digitais, as quais dão nome a série. O programa fez parte da infância de várias pessoas, que hoje estão na fase adulta. Desde sua estreia, o anime soma o total de sete temporadas. E mais uma dezena de filmes.

Para celebrar o 15º aniversário da franquia, a Toei Animation lançou o Digimon Adventure tri. O projeto é uma série de filmes que traz de volta Tai, Matt, Sora, Izzy, Mimi, Joe, T.K e Kari. Os longas foram tratados como continuação direta das duas primeiras temporadas de Digimon, das quais os digiescolhidos originais fizeram parte. O mais bacana, ainda, foi o cuidado do estúdio em não retratar os personagens como crianças. Os filmes mostram as outras fases de suas vidas. Tanto a adolescência, como a idade adulta.

Cada longa recebeu o subtítulo de acordo com principal questão da história. Saikai (Reunião), lançado em novembro de 2015, Ketsui (Determinação), março de 2016, Kokuhaku (Confissão), setembro de 2016, Soshitsu (Perda), fevereiro de 2017, Kyosei (Coexistência), setembro de 2017 e Bokura no Mirai (Nosso Futuro), maio de 2018. Confira o trailer do último logo abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here