Foto: Christopher Black/OMS/AFP

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, advertiu nesta sexta-feira (5) o Brasil que a situação sanitária “é muito séria” e instou o país a tomar “medidas agressivas” para conter o novo repique da pandemia do coronavírus.

A situação é muito séria e estamos muito preocupados. As medidas sanitárias tomadas pelo Brasil devem ser agressivas, ao mesmo tempo em que avança na vacinação“, disse o chefe da OMS durante coletiva de imprensa. “A preocupação não gira apenas em torno do Brasil, mas também dos vizinhos do Brasil, é quase a América Latina como um todo, muitos países, exceto dois mais ou menos“, alertou o diretor da OMS.

O diretor da OMS comparou a situação do Brasil com a de outros países onde se observaram “tendências de queda” e disse que no gigante sul-americano a situação era “de alta ou simplesmente estável”, por isso Brasília “tem que levar isso muito a sério”. (Fonte: Folha/PE)







Fonte: Blog do Carlos Britto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here