O racha ficou mais evidente na votação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer. (Foto: Reprodução)

A divisão ideologia do PSB resultou na substituição da deputada Tereza Cristina pelo deputado Júlio Delgado, que assumiu nesta quarta-feira (18) a liderança do partido na Câmara. Ele substitui a deputada que vinha encaminhando votos de forma contrária a decisões da direção nacional do partido.

O racha ficou mais evidente na votação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer, quando dois deputados do partido votaram a favor de Temer na CCJ e no plenário.

“Nós vinhamos há muito tempo passando esse constrangimento de a grande maioria no plenário ser destoante da indicação da liderança. E agora vamos tentar encontrar uma uniformidade. O PSB se reencontra com sua trajetória, se reencontra com sua coerência e acima de tudo com o desejo e decisões da instância maior que é o diretório nacional”, disse Delgado.

A destituição de Tereza Cristina foi recomendada pelo diretório nacional do PSB, que se reuniu na última segunda-feira (16) para deliberar sobre a possível expulsão de quatro deputados federais da sigla que tem votado a favor do governo, mesmo o partido tendo saído oficialmente da base governista. A expulsão foi impedida por uma liminar da Justiça, e a direção da legenda decidiu adotar outra estratégia para mudar a liderança da bancada na Câmara.

Com informações do EBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here