O governador de Pernambuco Paulo Câmara participou, na manhã desta segunda-feira (25), da abertura do Fórum Nordeste 2017, que debate, em sua 10ª edição, iniciativas na produção de energia limpa e oportunidades no setor de biocombustível. Na ocasião, o chefe do Executivo Estadual destacou a relevância do evento para a construção de estratégias que dialoguem com as demandas de um futuro mais sustentável.

“O nosso país precisa de ações e iniciativas que busquem, cada vez mais, o equilíbrio entre as formas de produção, o meio-ambiente e a geração de emprego e renda. Esse é um espaço que nos permite aprofundar esse debate“, frisou.

O encontro reuniu empresários, representantes da administração pública e especialistas em energia limpa e biocombustíveis. Um dos principais convidados do Fórum, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia) assegurou que o RenovaBio, programa de incentivo à produção dos combustíveis renováveis, deverá sair do papel. “O projeto já está na Casa Civil para assinatura do presidente, nos próximos dias“, disse.

A 10ª edição do evento tem o objetivo principal de elaborar, em conjunto com seus debatedores e público, o mapeamento de novos polos industriais na região, avaliar a evolução da produção e comercialização do etanol e novas alternativas em biocombustível.

 Entre os temas abordados o RenovaBio; ‘Eletrificação e Desenvolvimento: o Papel dos Biocombustíveis’; O Setor Sucroenergético e a Implementação do Acordo de Paris; e ‘Planejamento Energético Nacional: Perspectivas de Demanda e Oferta de Etanol, Gasolina, Biodiesel e Diesel’.

“É com muito debate e com a troca de experiência que podemos alcançar as melhores soluções para o futuro que queremos. O Governo de Pernambuco está sempre aberto para discutir parcerias e mecanismos inovadores. É nosso dever estar atento e estimular debates como esse de hoje”, concluiu Paulo Câmara, que foi um dos homenageados durante o Fórum, juntamente com Fernando Filho, pelas contribuições de ambos para o setor.

Energia eólica

Em junho deste ano, o Governo de Pernambuco inaugurou um dos maiores complexos eólicos da América Latina. Com investimento de R$ 1,8 bilhão, o complexo Ventos do Araripe III foi instalado na Chapada do Araripe, entre Pernambuco e Piauí, e tem capacidade de gerar 359 MegaWatt, podendo abastecer até 400 mil casas. Ao todo, a instalação do complexo foi responsável pela geração de 1,5 mil postos de trabalho, com prioridade da mão de obra local. (Fonte: SEI-PE/foto: Folha de PE)



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here