Como se não bastasse a violência que assola Pernambuco, os assaltantes de bancos encontraram um novo modus operandis para tentar consumar seus delitos. No Recife, capital do Estado, a utilização de idosos e assaltantes vestidos com fardamento de agentes de segurança pelos criminosos. A ‘moda’ também já foi registrada em outras capitais do Nordeste.

O assunto foi debatido este mês, durante um seminário promovido pela Interfort Segurança, empresa potiguar responsável em Pernambuco pela vigilância de instituições como a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Brasil.

O evento, realizado em parceria com a CEF no Ciclo Católico de Pernambuco, contou com a participação de especialistas em segurança bancárias, que enfatizaram para uma plateia composta por cerca de 300 profissionais a necessidade de reforçar a vigilância em torno de personagens aparentemente isentos de qualquer suspeita. Para se ter noção da gravidade do assunto, no Estado pelo menos 10% das tentativas de intrusões em agências bancárias foram realizadas através da tática de utilização de idosos, deficientes físicos ou de falsos agentes de segurança fardados. É bom as autoridades de Petrolina ficarem em alerta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here