Estadão confirma: Mansão em Angra é de sócio de Lulinha, o mesmo do sítio em Atibaia

A reportagem também confirma que Lula já esteve no local. E, aí? Vamos buscar as diárias dos seguranças do ex-presidente em Angra?

As informações são do Estadão:

O empresário Jonas Leite Suassuna Filho, um dos donos do sítio em Atibaia frequentado pela família do ex-presidente Lula também é proprietário de uma casa na praia em Angra dos reis, no Rio de Janeiro, onde Lulinha já foi visto algumas vezes

“Amigos de muitos anos sabem do gosto do casal pela casa na Ilha dos Macacos, em Angra dos Reis (sul fluminense), comprada por Suassuna há cerca de cinco anos, mas não sabiam da propriedade no interior paulista. A ligação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com um dos filhos do petista, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, também não é muito comentada por Jonas, segundo amigos. (…)

Ilha. As paredes da fachada em vidro verde, de frente para o mar, cercadas por palmeiras e com a Mata Atlântica ao fundo, chamam a atenção de quem navega ao largo da Ilha dos Macacos, vizinha à turística Ilha Grande, joia do litoral do Estado do Rio. Isolada no trecho voltado para o continente, a casa está a cerca de 300 metros da piscina natural da Lagoa Azul, famosa pelas águas transparentes. É neste cenário raro, de natureza quase selvagem, que fica a residência de veraneio de Jonas Suassuna.

A história que se conta na Ilha Grande, sem comprovação documental e sem testemunhas que o tenham visto, é de que a casa pertence ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pai de Lulinha. “A gente passa aqui com turistas e mostra essa casa como se fosse do Lula. Eu não tenho certeza, mas o comentário é esse. Todo mundo diz isso”, afirmou o condutor de táxi boat Bruno Moreira, de 32 anos. Morador da Vila do Abraão, a área urbana da Ilha Grande, distrito de Angra, ele vive da renda obtida com passeios turísticos no arquipélago. Um dos roteiros passa junto à Ilha dos Macacos.

A casa de Suassuna possui um deck usado para pouso de helicópteros e um píer exclusivo para lanchas, vigiado por duas câmeras de segurança. Não há uma praia particular. A faixa de areia ao lado do imóvel é pequena e tomada por pedras. Na subida da maré, ela submerge.

“Quando eles (Suassuna e os convidados) vêm, mandam até ‘coar’ a areia para poder pisar”, disse Odileia Generoso, de 63 anos, moradora de uma das outras três casas da Ilha dos Macacos. Ela conta já ter visto o filho do ex-presidente na casa do vizinho. “Lulinha já esteve aí várias vezes. O Lula, eu só ouvi falar”, afirmou.

Odileia habita há 30 anos uma casa simples, de dois quartos, construída em madeira sobre a areia na Ilha dos Macacos. Da prainha onde mora saía uma trilha que chegava à casa de Suassuna. “Depois da reforma colocaram cerca e não tem como ir para lá andando”, afirmou ela.

Durante a reforma, feita há cerca de dois anos, embarcações traziam os materiais de construção de Angra. Nesta semana, a colunista social Anna Ramalho divulgou, em seu site, que a obra custou entre R$ 3 milhões e 4 milhões, custeados por Suassuna, que teria supervisionado pessoalmente os trabalhos, sendo que em uma ocasião na companhia do sócio Lulinha.

O caseiro que cuida da propriedade de Suassuna, e que se identificou apenas como Sebastião, negou que haja relação do imóvel com Lula e Lulinha.

“Sempre passa um povo aqui de barco xingando o Lula, mas essa casa não tem nada a ver com ele. Aqui é da família Suassuna. O resto é boato, cada um fala o que quer”, afirmou.

O advogado Wilson Pimentel, que há dez anos atende Jonas Suassuna, informou ao Estado que o empresário comprou o imóvel na Ilha dos Macacos há cerca de cinco anos e que já recebeu na casa a visita do ex-presidente Lula e de seu filho Lulinha.”

 

A propriedade foi levantada com casa principal – 8 suítes – e mais três bangalôs duplex. Praticamente uma pousada. Custou entre R$ 3 e 4 milhões, na época, e foi toda custeada por Jonas Suassuna, dono da Editora Gol, e sócio de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, na Gamecorp. Chamou a atenção dos profissionais que o pagamento fosse feito sempre em grana viva, com recibos em nome da Gol Empreendimentos. Suassuna pessoalmente supervisionou toda a obra e seu sócio, Lulinha, esteve várias vezes na Ilha. Numa das ocasiões, em reunião com os arquitetos, foi incisivo: queria mármore de Carrara em toda a casa. Uma das 8 suítes foi feita especialmente para o ex-presidente Lula da Silva e Marisa Letícia. Se ele foi ou não, os rapazes não sabem. Mas um deles, terminada a obra, almoçou na Ilha com Suassuna e Lulinha

via reaçonaria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here