Fidel Castro completa um ano ao lado do ‘capiroto’

Nós concordamos com o Ceticismo Politico quando diz que o título “A Morte do Demônio” caberia melhor para uma obra narrando o dia em que Fidel Castro morreu, em 25 de novembro de 2016, há exatamente 1 ano.

A comemoração de 1 ano da morte do genocida em Havana não teve muitas solenidades. Grupos comunistas, sempre sádicos, fizeram homenagens a Fidel. Mas é claro que a maioria do povo comemorou por dentro este livramento.

Fidel matou mais de 100.000 cubanos que se sabe até hoje. Tornou o país o paraíso da prostituição de luxo. Ainda hoje seu irmão Raul Castro é dono de todo o povo, como se fosse um grande curral de gente.

Mas o mais macabro de tudo é como muita gente ainda elogia esse sujeito. Pior ainda: em público. Isso é ainda mais demoníaco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here