Foto: Alexandte Justino/PMP divulgação

Com 72% de saneamento da área urbana, o esgotamento sanitário é uma das pautas mais cobradas pelos petrolinenses todos os dias. Nesta quarta-feira (13), o tema ganhou um marco que vai guiar o futuro do saneamento do município. O prefeito Miguel Coelho recebeu um volume finalizado do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que, entre outras metas, pretende atingir 90% de cobertura de esgoto nos bairros com novas obras em áreas como a bacia do Dom Avelar.

O conteúdo estipula um conjunto de metas e ações para os próximos 35 anos. Além de ampliar o esgotamento, o documento prevê o compromisso de levar abastecimento d’água a 64 localidades negligenciadas durante décadas pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na zona rural, como os perímetros irrigados.

A cobertura de água hoje é de mais de 95% nos bairros, mas a zona rural, que é a área mais necessitada, foi esquecida. Nosso compromisso é começar levar água para essa gente do interior, seja com a Compesa ou uma nova empresa em Parceria Público-Privada (PPP)“, explicou o prefeito, ao receber o material.

A meta mais ousada do plano municipal é atingir 100% de saneamento básico em 35 anos, com investimentos orçados em R$ 821 milhões. Contudo, um foco prioritário para os primeiros cinco anos é exigir da Compesa ou tomar a responsabilidade de execução das obras de esgotamento sanitário de bairros como Dom Avelar e Antônio Cassimiro, o que fará Petrolina atingir mais de 90% de cobertura da área urbana em 2025.

O plano de saneamento é um guia, uma bússola para orientar as prioridades e maiores problemas a serem enfrentados em Petrolina. Esse documento não é algo para ficar apenas no papel, nosso compromisso é bater essas metas e, por isso, temos lutado tanto para a Compesa aumentar os investimentos ou nós trocamos a operadora e tratamos a situação como a população exige e merece“, garantiu Miguel.

Sugestões

Com a finalização do trabalho, que teve sugestões da população, uma cópia com todo o conteúdo do PMSB será entregue a cada vereador petrolinense. Ainda neste mês, o volume será publicado via decreto no Diário Oficial do Município para total acesso à comunidade.

Fonte

Deixe uma resposta