Foto: arquivo/reprodução

O segundo Estado que mais gerou empregos com carteira assinada no Brasil no mês de setembro foi Pernambuco. Segundo dados do Caged, houve geração de 17,6 mil vagas formais neste mês em Pernambuco – uma variação positiva de 1,43%, maior que a do Brasil (0,40%). Em termos quantitativos, a indústria de transformação pernambucana foi a que mais gerou empregos neste mês, 10.781 (5,69%).

Essa área envolve a indústria de alimentos, bebidas e álcool etílico; a metalúrgica; a mecânica; a de material elétrico e de comunicações; a química e farmacêutica, entre outras. A agropecuária propiciou outro bom desempenho nos postos de trabalho, com a criação de 4.580 vagas – uma variação de 7,97 pontos percentuais neste mês, especialmente na área do corte da cana-de-açúcar e da fruticultura.

O Nordeste apresentou o maior saldo positivo de postos de emprego em setembro, com a oferta de 57.035 postos. Em segundo lugar ficou o Sudeste (+56.833 vagas) e em terceiro, o Sul (+23.870). O Centro-Oeste ficou em quarto lugar em setembro (+10.073 vagas) e o Norte, em quinto (+9.352). Os Estados que mais geraram empregos em setembro foram São Paulo (+36.156 postos), Pernambuco (+17.630) e Alagoas (+16.529).








Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta