Defensor convicto da não-reeleição de políticos, o vereador de Petrolina Gabriel Menezes (PSL) reiterou a este Blog que não tentará um novo mandato na Casa Plínio Amorim nas eleições 2020. Em compensação, deixou no ar a possibilidade de vir a disputar a prefeitura da maior cidade do Sertão pernambucano.

Não serei candidato à reeleição ao cargo de vereador, já deixei isso claro. Porém, se virei a disputar um cargo de vice-prefeito, de prefeito, quem sabe? o futuro só a Deus pertence”, afirmou.

Gabriel não descarta essa possibilidade porque, segundo ele, o PSL terá candidatura majoritária em 2020. “Mas nós vamos montar mesmo é um time competitivo, de grandes mulheres e homens nessa cidade, para que possamos dar uma renovada no Legislativo Municipal com pessoas que possam dar uma grande parcela de contribuição para com a nossa cidade. Mas é muito prematuro ainda entrarmos nesse tipo de discussão. Agora é focar na organização do PSL, continuar com foco no nosso mandato de vereador e dar tempo ao tempo”, avaliou.

Por falar em Casa Plínio Amorim, o vereador disse não estar preocupado em cargos federais que ficarão vagos na região, a exemplo da 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, Incra, Chesf – entre outros. Ele admitiu que pode até indicar nomes, mas sem os fisiologismos já conhecidos nessa seara. “O PSL sabe que não encontrará em mim esse tipo de comportamento“, assegurou, garantindo não ter pretensão de ocupar nenhum cargo. “Estou focado é em concluir o mandato de vereador que Petrolina me confiou até 31 de dezembro de 2020”, arrematou.

Fonte

Deixe uma resposta