Por: Blog Edenevaldo Alves –

Em vídeo, uma mulher que se identifica como avó de uma paciente que aparece  internada no Hospital de Lagoa Grande (PE), afirma que a neta realizou o parto dia 17 de julho no Hospital Dom Malan/IMIP  em Petrolina (PE), e que os profissionais da unidade deixaram gazes utilizadas no procedimento cirúrgico dentro dela.

Quatro dias após retornar para casa, a paciente identificada como Tainá Pinheiro Gomes sentiu fortes dores pós-parto e exalava mau cheiro, como afirma a avó. “As carniceiras de lá no Dom Malan deixaram ela cheia de gaze. A menina cheia de dor e podre dentro de casa […] foi obrigado trazer ela aqui para o hospital (de Lagoa Grande) para a médica tirar de dentro dela”, disse.

A avó de Tainá ainda repassou informação do prontuário da neta para confirmar que a jovem esteve no Hospital Dom Malan na data citada acima. A denunciante  aproveitou a oportunidade para fazer uma alerta. “Mães e vó que levar seus filhos para dar a luz lá, preste atenção, que ali são um bocado de carniceiras e elas não tem medo de deixar um filho novinho, uma criança novinha assim, sem mãe, não!”, disparou.














DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here